Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Ex-CFO do Nubank e Ex-CEO da 99 se unem em nova aposta

Ex-Nubank e Ex-99 já garantiram investimentos de três fundos internacionais para reverterem o desmatamento.

Ex-CFO do Nubank e Ex-CEO da 99 se unem em nova aposta

ex-nubank-99-se-unem-nova-aposta (Foto: Unsplash)

, Head de Conteúdo na Captable

6 min

26 jul 2022

Atualizado: 11 jan 2023

Por Juliana Irala, da Captable Brasil.

O mercado de crédito de carbono movimentou US$ 25 milhões no país em 2021, o que equivale a 17 milhões de toneladas de carbono capturados e convertidos em crédito. Esses números devem dar um salto nos próximos anos, já que a estimativa é que a partir de 2050 o mundo precise compensar 10 bilhões de toneladas de carbono anualmente.

E a Mombak está se preparando para esse aumento de demanda.

A startup, focada na produção de créditos de remoção de carbono pelo reflorestamento de aréas degradadas da Amazônia, foi criada por Peter Fernandez, ex-CEO da 99, e Gabriel Haddad, ex-CFO do Nubank.

Haddad conta, em entrevista ao Brazil Journal, que, assim que deixou o Nubank, foi à banca de jornal mais próxima para comprar tudo que encontrou de revistas especializadas em mudança climática. A ideia era queria criar algo próprio e com impacto positivo para a sociedade.

A MOMBAK

Diferente da maioria das plataformas de crédito de carbono, a Mombak nasce verticalizada para originar os créditos de carbono com seus projetos de reflorestamento e depois vender os créditos diretamente a empresas que querem compensar suas emissões. Segundo Haddad, o reflorestamento é hoje a principal ferramenta de captura de carbono da atmosfera, já que as árvores acumulam biomassa acima e abaixo do solo.

“Basicamente, você está pegando carbono da atmosfera, transformando em biomassa e estocando esse carbono dentro da floresta”, explica o ex-CFO do Nubank.

Há outros modelos ao redor do mundo para tirar carbono da atmosfera, consideradas até mais “techs”, como a Climate Works, investida de Bill Gates, que constrói parques industriais para sugar o ar e pegar o carbono para injetá-lo no solo, mas o reflorestamento é o mais barato deles. Além disso, traz outras externalidades positivas, como aumentar a biodiversidade.

AS RODADAS DA MOMBAK

Para financiar a sua ideia, a Mombak fez uma rodada no ano passado com a Kaszek Ventures e os fundos americanos USV e Byers. Atualmente, está prestes a iniciar uma nova captação para financiar a compra dos terrenos onde será feito o reflorestamento – a ideia é iniciar pela Amazônia, mais especificamente em pastos degradados de áreas privadas com potencial para regeneração.

Apesar de ainda não gerar os créditos, que serão medidos periodicamente pela biomassa acumulada nas florestas, a Mombak iniciou conversas com empresas interessadas em assinar contratos de longo prazo. Segundo Haddad, a startup já tem quatro MOUs assinados com grandes companhias para contratos de 10 anos de compra de créditos. 

POR QUE IMPORTA?

De acordo com o Carbon Brief, especializado em mudanças climáticas, o Brasil é o quarto país do mundo que mais polui. A colocação alta veio porque, antes, o levantamento levava em consideração apenas a queima de combustível fóssil, e agora inclui na conta as emissões provocadas pelo desmatamento. 

Ocupando cerca de 60% da floresta Amazônica, para especialistas, o país tem a obrigação de construir um amplo mercado de crédito de carbono – que é um dos principais instrumentos para reduzir o efeito estufa e o consequente aquecimento global.

E a Mombak nasce nesse movimento.

Para ter a chance de ser sócio desses negócios com crescimento acelerado, conheça a Captable, plataforma de investimento em startups da StartSe e confira as startups disponíveis para investimento. Para ficar sabendo em primeira mão de novas oportunidades, participe do grupo exclusivo do Telegram! Se você quer captar conosco, saiba mais e se inscreva no nosso processo de seleção.


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Victor Marques é Head de Conteúdo na Captable, maior hub de investimentos em startups do Brasil, que conecta seus mais de 7000 investidores a empreendedores com negócios inovadores. Escreve há mais de dois anos sobre inovação. Formado em Letras e Mestre em Linguística pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo