Sobre NósPara Você
Para EmpresasConteúdos
Eventos
Game Changers

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Eventos

Jornadas de conhecimento fomentando o aprendizado dinâmico e inovador em diversos formatos e intensidades

Ver todos

Ainda não temos eventos programados. Mas estamos preparando encontros repletos de inovação para você!

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Artigos
Empreendedorismo

Entenda porque a Intuit desistiu das operações no Brasil

A Intuit, startup norte-americana, está desligando a sua operação do QuickBooks no Brasil

Entenda porque a Intuit desistiu das operações no Brasil

Fonte: Intuit

Conteúdo exclusivo Startups 

A companhia divulgou a decisão nesta terça (27) através de um email para clientes e parceiros, anunciando seus planos de desativação do QuickBooks online para os usuários brasileiros.

A partir do dia 1º de outubro, a companhia não aceitará mais novas assinaturas da plataforma de gestão contábil para empresas e contadores. Para os clientes com contratos vigentes, a plataforma seguirá online até abril do ano que vem para transferir dados para outras plataformas. Passado o dia 30 de abril de 2023, o sistema do Quickbooks Online será desligado permanentemente.

No email aos clientes, a empresa deu algumas (vagas) razões sobre a decisão. Segundo a companhia, um dos motivos foi o “aprendizado” que a empresa pode atender às necessidades contábeis e de gestão financeiras das empresas de forma global, sem oferecer certas funcionalidades que são específicas para cada país.

“Estamos fazendo essa mudança para que possamos manter o nosso foco de levar as melhores soluções globalizadas para atender os mais diversos desafios das pequenas empresas em todo o mundo”, afirma a empresa no comunicado. “Em quase 40 anos de trabalho, aprendemos que, globalmente, temos capacidade para atender a todas as questões contábeis dos nossos clientes – sem a necessidade de oferecer condições específicas a mercados fora dos Estados Unidos, Reino Unido e Canadá”.

Entretanto, falando especificamente do QuickBooks, ter uma solução globalizada não serve muito para a realidade do Brasil. Segundo fontes de mercado, a desistência com o produto tem a ver com a alta complexidade da realidade tributária no país, que exige uma grande customização de cliente para cliente e de região para região.

“No futuro, esperamos servir nossos clientes brasileiros com a versão ROW (Rest of the World) do QuickBooks, permitindo adequação financeira e regionalização de conteúdo por meio da nossa loja de aplicativos em parceria com desenvolvedores locais”, destacou a Intuit em comunicado enviado ao Startups.

Foco no Mailchimp

Ao falar sobre impulsionar soluções de apelo global, a Intuit citou em seu comunicado o foco no Mailchimp, plataforma de email e marketing digital comprada pela multinacional em setembro do ano passado por US$ 12 bilhões.

“Essa não foi uma decisão simples e reflete a nossa aposta enquanto empresa de que os nossos esforços de expansão global serão liderados pela ferramenta Mailchimp, que tem o objetivo de resolver o principal problema das pequenas empresas: conquistar clientes. Nesse sentido, vamos focar nossas operações em mercados com maior potencial de crescimento de uso dessa ferramenta”.

Questionada pela reportagem do Startups, a Intuit não deu informações sobre qual será o destino do time brasileiro do Quickbooks, criado a partir da aquisição da startup de gestão financeira ZeroPaper, realizada em 2015.



Assuntos relacionados

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo