Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


De olho no Agro, inovabra habitat faz parceria com Gyntec

Iniciativa de coinovação do Bradesco constrói estratégia para ter mais entrada no ecossistema de inovação de Goiás e região, especialmente o agronegócio.

De olho no Agro, inovabra habitat faz parceria com Gyntec

Sede do inovabra habitat (foto: divulgação)

Conteúdo exclusivo Startups

O inovabra habitat, do Bradesco, fechou uma parceria com o Gyntec, 1º hub de inovação do Centro-Oeste – cuja história inclusive já contei no Além da Faria Lima. O acordo faz parte do plano de expansão das fronteiras de atuação do habitat, que começou a operar em 2018 em um prédio na região Central de São Paulo. Com o Gyntec, o objetivo é ter mais entrada no ecossistema de inovação de Goiás e região, especialmente o agronegócio.

O segmento é o mais forte dentre as mais de 50 startups instaladas no hub. Além do agro, o hub também estimula investimentos voltados para a inovação na saúde e na educação, com financiamento, pesquisas e colaboração. Somados, esses 3 setores são os que exercem maior influência na economia do estado de Goiás.  

“O agro cresceu muito nos últimos anos e está ficando extremamente tecnológico para aumentar sua produtividade e eficiência. Com o Gyntec vamos ampliar o acesso a soluções com o uso de tecnologias emergentes como IoT, IA e o 5G para fomentar inovações no mercado”, diz ao Startups, Renata Petrovic, head do inovabra habitat.

Segundo os dados mais recentes do Radar Agtech, mapeamento feito pela Embrapa, SP Ventures e Homo Ludens Research and Consulting, com apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o Brasil tem 1.574 agtechs em operação. O número é 40% maior que o registrado em 2019. O estado de Goiás tem 30 companhias e o Mato Grosso do Sul outras 17.

Para Marcos Bernardo, cofundador e presidente do Gyntec, a parceria com o inovabra habitat amplia as possibilidades para as empresas abrigadas no hub crescerem. “Nossas startups poderão construir ainda mais conexões para, quem sabe, novas rodadas de investimentos e até exits. Será mais um canal para se projetarem no mercado”, comenta Marcos.

O acordo com o Gyntec vai viabilizar ainda a troca de experiências em inovação aberta, divulgação de oportunidades para startups do inovabra habitat e oportunidades junto ao Bradesco para startups do hub goiano e o uso dos espaços de coinovação pelas startups dos 2 hubs.

Atualmente, o espaço de coinovação do Bradesco conta com 7 habitantes (como são chamadas as startups que fazem parte dele) que oferecem diversas respostas para os desafios do agronegócio: Agrosmart, Agrisolus, The AI Academy, Dominus Soli e Everynet (do estado de São Paulo); Khomp (Santa Catarina); e Austin Data Labs (EUA).

HABITAT INDO ALÉM DE SÃO PAULO

Renata Petrovic, head do inovabra habitat (foto: divulgação)

Ao todo, o habitat tem parcerias com 7 hubs de inovação espalhados pelo país. Somente este ano foram 4 novos acordos além da Gyntec: Artemisia; Harena Inovação, hub do Hospital de Amor de Barretos; Hotmilk, hub da PUC do Paraná; e Nexus, hub do Parque Tecnológico de São José dos Campos. Os 4 se uniram à Acate, de Florianópolis; e ao Porto Digital, de Recife, parceiros do ambiente desde 2019. De acordo com Renata, a escolha dos hubs parceiros tem a ver com a densidade que possuem, e pelo interesse em uma vertical específica. 

Outro movimento que aconteceu neste ano foi a chegada de empresas internacionais à rede, com startups de países como Suécia, Japão, Reino Unido, EUA e México.

As parcerias e a incorporação de nomes estrangeiros ganharam força em meio às mudanças no modelo de atuação do habitat por conta das medidas de isolamento. Neste período, eventos físicos como o encontro mensal de networking entre grandes empresas e startups, regado a pizzas, tiveram que migrar para o ambiente on-line. O que a princípio poderia ser um problema, acabou virando uma forma de ampliar o alcance e também a variedade de produtos e serviços no portfólio. “A diversidade é fundamental quando se trata de inovação aberta”, avalia Renata.

Ao todo, o habitat tem mais de 200 startups e 79 grandes empresas residentes.

As responsabilidades de um líder vão aumentar pós-2021 e a Educação tradicional não consegue mais acompanhar a velocidade das inovações nos mercados. Criamos a Formação de Liderança Exponencial StartSe para quem está buscando se atualizar rapidamente para tornar-se um novo tipo de liderança dentro das empresas: uma liderança estratégica, empática, ágil e inovadora. A Liderança do Agora.


Assuntos relacionados

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo