Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Fazenda de bebês? Conheça tecnologia que produz útero artificial em larga escala

O "nascimento" é feito através de um comando, quando os indicadores mostrarem que é chegada a hora. Neste momento, os pais estão presentes para receber a criança

Fazenda de bebês? Conheça tecnologia que produz útero artificial em larga escala

 Hashem Al-Ghaili (Fonte: divulgação)

, CEO e Founder da StartSe

4 min

20 dez 2022

Atualizado: 30 jan 2023

Cerca de 300 mil mulheres morrem todos os anos, no mundo todo, por problemas relacionados à gravidez, segundo a Organização Mundial da Saúde.

É com base neste ponto central que o projeto EctoLife buscar ganhar espaço. São "fazendas" de cultivo de bebês em cápsulas, um tipo de útero artificial produzido em larga escala.

O primeiro complexo da EctoLife seria capaz de gerar 30 mil bebês por ano. Além da redução das mortes na gravidez, o projeto ajudaria casais com problemas de fertilidade ou mulheres que perderam o útero.

O biólogo alemão Hashem al-Ghaili, idealizador do projeto, disse que o único impedimento para a entrada em produção das fazendas são as questões éticas a respeito da manipulação de DNA.

Todo o complexo é idealizado a partir de pesquisas de mais de 50 anos e tem também o objetivo de acabar com o nascimento de crianças prematuras e as cirurgias cesarianas.

Além disso, o complexo opera com inteligência artificial, que monitora o padrão de crescimento dos bebês e analisa milhões de dados, que podem ser acompanhados em tempo real pelos pais.

O complexo ainda não existe, mas toda tecnologia necessária, sim. Antes de construir algo assim, o objetivo do biólogo é entender a reação das pessoas.

Já os dados a respeito da morte de mulheres na gravidez são reais, bem como a informação de que este tecnologia, que já existe, pode ajudar milhões de pessoas que não podem ter filhos.

E aí, o que você pensa sobre isso?


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Fundador do StartSe, empresa de educação continuada com sede no Brasil e operações no Vale do Silício e na China. Empreendedor há mais de 10 anos, apaixonado por vendas e criação de produtos. Trabalha todos os dias para "provocar novos começos" através do compartilhamento de conhecimento.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo