Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Dona do TikTok compra rede de hospitais por $ 1,5 bilhão

Entenda porque a ByteDance adquiriu hospitais voltados para mulheres e crianças na China

Dona do TikTok compra rede de hospitais por $ 1,5 bilhão

Foto: Divulgação/ByteDance

, Produção de Conteúdo

4 min

9 ago 2022

Atualizado: 4 jan 2023

por Marina Rafaella Preto

Famosa por ser a empresa-mãe do TikTok e musical.ly, a ByteDance Ltda. agora aposta em healthcare, com a compra bilionária da Amcare, rede hospitalar voltada para mulheres e crianças nas principais metrópoles chinesas.

A compra representa um dos maiores acordos tecnológicos desde a repressão da internet em Beijing, capital da China, e desde que grandes investidores começaram a conter o crescimento exagerado de capital em 2020.

A ByteDance já havia desenvolvido seu próprio aplicativo voltado para o healthcare, chamado Xiaohe, cujo principal concorrente é o Alibaba Health Information Technology, e serve para agendar consultas e exames e realizar consultas online, serviço que cresceu exponencialmente durante a pandemia.

TENDÊNCIA ENTRE AS ORGANIZAÇÕES INFINITAS?

Sede da ByteDance na China (foto: Emmanuel Wong / Getty Images)

Mesmo sendo uma das startups com maior valor de mercado atualmente, a capitalização da ByteDance vem caindo, o que pode explicar a busca por dominância em outras arenas competitivas. 

Em um primeiro momento, a aquisição dos hospitais por parte de uma das maiores máquinas de atenção de redes sociais da atualidade pode parecer não fazer muito sentido. Mas basta observar como outras gigantes como Apple e Amazon também entram na disputa por “disruptar” e digitalizar a indústria médica convencional. 

Big Techs e Organizações Infinitas não se limitam a um único modelo de negócio. Além da servicilização, como estratégia para alongar a relação com o cliente, oferecendo soluções contínuas às suas dores iniciais, também observamos a crescente ampliação de produtos e serviços totalmente diferentes, que também possam atender estes clientes, ou ainda conquistar novos, firmando-se em outros mercados.


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Produtora de conteúdo na StartSe, roteirista e organizadora do Podcast Organizações Infinitas.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo