Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Se cuida Quinto Andar! Airbnb agora oferece serviço de aluguéis para inquilinos

Imagine a possibilidade de morar em uma casa diferente a cada temporada, todas mobiliadas, perfeitas para levar somente uma mala de roupas e morar.

Se cuida Quinto Andar! Airbnb agora oferece serviço de aluguéis para inquilinos

Foto: Shutterstock

, Produção de Conteúdo

8 min

2 dez 2022

Atualizado: 4 jan 2023

A proposta do Airbnb, desde o início, é oferecer estadias de curta temporada para viajantes, que buscam privacidade e comodidade, se sentindo “em casa”, em vez de serviços de hotéis. 

Acontece que, para alugar sua moradia, é necessário ser proprietário do imóvel, o que faz com que muitos inquilinos que viajam e passam um tempo fora, ou simplesmente procuram uma renda extra alugando um dos quartos de seu apartamento, não possam alugá-lo total ou parcialmente para terceiros. Porém, isso está prestes a mudar.

A empresa anunciou nesta quarta (30/11), uma nova sessão em sua plataforma, listando prédios compatíveis com o Airbnb, e possibilitarão aos inquilinos alugarem suas residências da mesma forma que os proprietários.

Aquele inquilino que tem um contrato de aluguel de 30 meses e decide viajar por 1 mês, por exemplo, terá a possibilidade de alugar seu apartamento para outrem; dessa forma, cobrirá os gastos do aluguel do período em que estiver fora. 

Não se sabe quando a empresa irá expandir a ideia para mais cidades ao redor do mundo mas, para início de teste, grandes polos comerciais dos Estados Unidos como Los Angeles, Houston, Atlanta e Seattle serão contemplados com 175 prédios na lista, por enquanto.

O Airbnb disse que, em média, os inquilinos que participam do teste inicial hospedam terceiros por nove noites ao mês, faturando cerca de US$ 900. Os proprietários dos apartamentos participantes poderão cobrar uma taxa de 20% sobre os lucros dos inquilinos. 

Ainda assim, pode ser muito rentável para os inquilinos, uma vez que a plataforma também disponibiliza nesta nova sessão uma espécie de calculadora, que calcula quanto o inquilino pode lucrar potencialmente por mês com o aluguel para terceiros. O valor depende de uma série de fatores como localização do imóvel, número de camas e período da estadia.


O próprio proprietário do apartamento ou administração do prédio podem restringir a quantidade de noites permitidas para aluguel nesta nova modalidade, além do direito de revisar os locatários e suas condições, se estas não estiverem de acordo com a política do prédio. As restrições são aplicadas como uma medida de segurança, e de evitar que os principais locatários aluguem seus apartamentos para outros por todo o período de contrato.

Fundos de investimentos imobiliários como a Equity Residencial e UDR, bem como a Greystar, maior administradora de apartamentos dos Estados Unidos, estão entre os listados que oferecerão os prédios e apartamentos disponíveis na nova modalidade.

“Acreditamos que esta plataforma fornecerá os recursos certos para proprietários e locatários residentes para gerenciar com eficácia a atividade de aluguel de curto prazo sem afetar o fornecimento geral de moradias”, disse um representante da Greystar. “Estamos colaborando com o Airbnb nessa abordagem inovadora para participar da economia de compartilhamento do século 21 de maneira ponderada.”

ANÁLISE

Frequentemente, o Airbnb é citado e estudado como organização inspiradora, seguindo o rumo das Organizações Infinitas, por sempre estar se reinventando e oferecendo soluções inovadoras a seu público, constituído tanto por proprietários quanto locatários de residências. 

Em outubro de 2022, a empresa estreou em uma das maiores bolsas de valores dos Estados Unidos e do mundo, a NASDAQ, com o valor de mercado de US$ 100 milhões. Mesmo com a dificuldade de crescimento devido à pandemia do Covid-19, o Airbnb, que foi um dos serviços afetados, não hesitou em disruptar-se e buscar soluções inovadoras para atrair clientes.

“Vimos como esse modelo de negócio é resiliente e vimos a empresa precisa encarar o abismo de uma pandemia que interrompeu as viagens globais e descobriu como sair dela”, disse Alfred Lin, do conselho administrativo da empresa. 

A nova modalidade de aluguéis é apenas mais uma das propostas de reinvenção e atração de clientes da plataforma, bem como foi a iniciativa de premiar projetos de casas ultra inovadoras ao redor do mundo na categoria Uau!


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Produtora de conteúdo na StartSe, roteirista e organizadora do Podcast Organizações Infinitas.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo