Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Inverno no VC? 2022 já é o 2º melhor ano em captações para startups latinas

Parece que o tombo não foi tão grande assim...

Inverno no VC? 2022 já é o 2º melhor ano em captações para startups latinas

Três pessoas trabalhando (Fonte: Getty Images)

, conteúdo exclusivo

5 min

1 dez 2022

Atualizado: 4 jan 2023

Durante boa parte do ano o assunto foi a queda no volume de investimentos em startups – o chamado inverno do VC – especialmente em relação ao ano recorde que foi 2021. Entretanto, segundo um novo relatório da Latitud, os números mostram que o tombo pode não ter sido tão grande assim.

De acordo com o levantamento, do 1º ao 3º trimestre de 2022, as startups latino-americanas fecharam 874 rodadas de investimento, o que torna este ano o 2º melhor na série histórica. 2021 ainda lidera com um total de 1.150 rodadas, mas a diferença pode encurtar, já que os dados do último trimestre deste ano ainda estão para ser contabilizados.

O LatAm Tech Report, um relatório abrangente (são mais de 380 páginas), reúne informações sobre o ecossistema em verticais como fintechs, e-commerce, proptechs e outras. Segundo aponta o estudo, o ecossistema de startups na América Latina vive um outro momento após a transformação digital acelerada pela pandemia, e os números sustentam isso.


“Após mais de 2 anos de vida pandêmica, o salto da digitalização persistiu além das tendência globais. E ainda que 2021 tenha trazido um boom atípico no número de negócios (e altas avaliações), a região continua prosperando”, destacou a Latitud no documento.

Um dos destaques no estudo foram as fintechs, que segundo a Latitud são um dos motores do ecossistema latino atual. Especificamente, para o segmento B2C, a empresa ainda vê uma grande oportunidade para a criação de novas fintechs, sem prever uma baixa em investimentos para negócios early stage.

No cenário regional, o Brasil ainda está disparado na frente, com 689 fintechs, seguido do México, com 486. Em termos de investimentos, a concentração do Brasil nas fintechs B2C é ainda maior, com 80% dos aportes captados desde 2014.

“Com o aumento de investimentos, novos players estão entrando e oferecendo novos tipos de soluções e funcionalidades para diferentes produtos financeiros. Entre as principais inovações, destacamos novos gateways de pagamento, modelos alternativos de análise de crédito, automatização de processos e surgimento de sistemas financeiros autônomos, biometria e comandos de voz”, explica a Latitud no relatório.


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

O mais conceituado portal sobre startups do Brasil. Veja mais em www.startups.com.br.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo