Patinetes

Imagem do último artigo número 1

A startup enviou um e-mail aos clientes da cidade relatando a mudança; patinetes da Rappi continuarão a funcionar, embora tenham que enfrentar uma nova concorrente

Imagem do último artigo número 1

Além de São Paulo e Rio de Janeiro, a empresa deixará outras dez cidades e demitirá cerca de 100 funcionários

Imagem do último artigo número 1

Santos foi a primeira cidade escolhida para lançar a novidade; patinetes terão o custo de R$ 1,50 para desbloqueio e R$ 0,75 por minuto de utilização

Imagem do último artigo número 1

Com o aplicativo da Yellow descontinuado, patinetes podem ser encontrados na Rappi e bicicletas na Grin

Imagem do último artigo número 1

Novidade estará disponível nas estações das linhas 4 e 5 do metro, em São Paulo, no primeiro trimestre de 2020; startup tem parceria com iFood

Imagem do último artigo número 1

Chinesa Segway-Ninebot desenvolveu tecnologia para facilitar logística de compartilhamento de patinetes elétricos

Imagem do último artigo número 1

Com produção local substituindo a importação da China, startup quer reduzir custo dos equipamentos diante da crescente competição em micromobilidade urbana

Imagem do último artigo número 1

A companhia anunciou uma série de iniciativas para se tornar um aplicativo completo de mobilidade

Imagem do último artigo número 1

Bruno Covas, prefeito de São Paulo, discute a regulamentação dos patinetes em São Paulo após a prefeitura recolher 557 veículos ontem

Imagem do último artigo número 1

Pesquisa encomendada pela Grow (fusão da Grin e Yellow) é uma resposta a recente regulamentação de patinetes elétricos na cidade de São Paulo