Mark Zuckerberg

Imagem do último artigo número 1

As redes sociais de Mark Zuckerberg saíram do ar durante esta quarta-feira (13) e continuam enfrentando instabilidade

Imagem do último artigo número 1

Mark Zuckerberg publicou um texto com sua visão para um futuro em que suas redes sociais serão integradas, efêmeras e seguras

Imagem do último artigo número 1

Houve uma série de bilionários de tecnologia que apoiaram os esforços em torno da inteligência artificial e seu uso para melhorar a saúde e a educação

Imagem do último artigo número 1

Os políticos britânicos ainda descreveram Mark Zuckerberg, fundador da rede social, como um "fracasso de liderança e responsabilidade pessoal"

Imagem do último artigo número 1

Bônus era distribuído por metas relacionadas ao sucesso do Facebook, mas agora terá um componente social

Imagem do último artigo número 1

Pessoas de 13 a 35 anos têm todas suas atividades monitoradas pelo Facebook, inclusive mensagens privadas, por US$ 20 mensais

Imagem do último artigo número 1

Com as eleições na Nigéria, Ucrânia e União Europeia – e nos Estados Unidos em 2020 –, a rede social está tomando medidas para não cometer os mesmos erros do passado

Imagem do último artigo número 1

Ele não fez menção a resolver problemas com o vazamento de dados dos usuários da rede social

Imagem do último artigo número 1

Sem motivo para sorrir, o fundador do Facebook viu seu patrimônio líquido despencar com a baixa nos preços das ações da empresa, castigada por acusações de má administração

Imagem do último artigo número 1

Até o ano passado, empresa de Mark Zuckerberg era líder de preferência dos profissionais extremamente qualificados e disputados por organizações globais – já não é mais assim