Empreender online pode ser a oportunidade diante da crise brasileira

A ideia foi usar toda a minha experiência em marketing digital e me consolidar num mundo novo: o dos infoprodutos

Avatar

Por Da Redação

25 de novembro de 2016 às 14:37 - Atualizado há 3 anos

*Por Bruno Nogueira Pinheiro é especialista em marketing digital, autor do livro “Empreenda sem fronteiras” e CEO da Bruno Pinheiro Treinamento e Marketing

Levantamentos realizados em 2016 revelaram que o Brasil teve um aumento considerável no número de empreendedores digitais. Com um mercado de trabalho mais enxuto, brasileiros passaram a usar a criatividade para ganhar dinheiro na internet – e vender conhecimento se tornou um ramo promissor.

Os números não negam! No período acumulado de 12 meses, entre junho de 2015 e junho de 2016, os domínios registrados no Brasil foi de média de 8%, passando de 3.650 milhões para 3.870.712, de acordo com o Registro.br. Porém, de acordo com o Sebrae, a taxa de mortalidade das empresas foi de 9,26% em 2015, mais do que o triplo em relação a 2014, que foi de 3,36%, ou seja, muitas empresas digitais recém criadas podem estar nesta estatística.

Foi assim que também comecei, há três anos, enquanto atuava como gerente de marketing de uma das maiores escolas de informática do Brasil, sentei na minha mesa e pensei: Será que viver é só isso? O que preciso fazer para viver melhor? Estava cansado de ficar preso em uma mesa de escritório, sabendo que teria mais de 30 anos pela frente se contasse com a minha aposentadoria. O meu sonho era rodar o mundo e ter grandes experiências, e do dia para noite, decidi que iria em busca de minha independência.

A ideia foi usar toda  a minha experiência em marketing digital e me consolidar num mundo novo: o dos infoprodutos – modelo de negócio, cujo  principal produto é a “venda do conhecimento” em determinado segmento. Assim, passei a produzir conteúdos de como obter sucesso em negócios online por meio de técnicas que envolvem marketing, coaching e empreendedorismo. Em pouco tempo, adquiri autoridade nas redes e percebi que poderia continuar a ajudar as pessoas de qualquer lugar do mundo,  podendo me aventurar na vida como um  nômade digital, ou melhor, empreendedor sem fronteiras.

Assim, desde que abdiquei da residência fixa, já “morei” em mais de 40 países, junto com a minha esposa, que me acompanha desde o início, além dos nossos  dois filhos (Ella e Noham), que nasceram entre 2014 e 2016.  As experiências nas viagens permitiram que ficasse cada vez mais imerso no mundo dos negócios digitais, aperfeiçoando técnicas de empreendedorismo e vendas online, compartilhando com as pessoas que é possível empreender de qualquer lugar do mundo, ter uma qualidade de vida bem melhor do que dentro de qualquer escritório e o melhor, estar junto com a minha família.

O sucesso adquirido nesse tempo não é um caso em um milhão:  faço parte de uma geração de empreendedores digitais no Brasil, que investe na internet e vem conquistando resultados positivos nos negócios via educação e mentoria online, tanto que muitos que passaram a seguir as minhas orientações, já conseguiram ter um negócio online de sucesso após  participarem de alguns  cursos.

Até o momento, são mais de 4 mil pessoas que foram impactadas com os cursos que servem como um “empurrão” para que sigam os mesmo passos que segui no começo da minha jornada empreendedora.

Não existe limites neste mundo, basta ter persistência, foco e estratégia bem definida do vai querer. Morar em vários países não significa que o trabalho seja mais fácil, pelo contrário, pois é necessário ter um empenho e dedicação que vão além do que você trabalha no seu atual emprego.  No final, quando estiver colhendo oque plantou, perceberá que nada foi em vão e que ser um funcionário ficou no passado e o mais importante de tudo é ter a qualidade de vida de qualquer pessoa deseja, ao lado da família e fazendo algo prazeroso, que é empreender online e sem fronteiras.

Gostou do texto? Ele faz parte do blog “Voz do Empreendedor” aqui no StartSe que pretende dar voz aos maiores empreendedores. Você empreende e quer ter seu texto publicado aqui? Basta mandá-lo para redacao@startse.com.br para que nossos jornalistas possam avaliar! Boa sorte! E não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook!

[php snippet=5]