"Waze" que alerta sobre crimes chega ao Brasil

Avatar

Por Juliana Américo

4 de setembro de 2015 às 14:09 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

SÃO PAULO – Quem vive em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro sabe que todo o cuidado é pouco quando se trata de violência nas grandes metrópoles.

Dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo mostram que de janeiro a julho de 2015, só na Capital, foram registrados 192.748 furtos e roubos, 47.845 roubos e furtos de veículos e 64 latrocínios (roubo seguido de morte).

Para tentar ajudar a população a evitar situação perigosas, chegou ao Brasil o aplicativo CityCop.

A ferramenta funciona como o Waze, ou seja, é colaborativa e conta com um GPS de alerta comunitário em tempo real, alimentado por denúncias de crimes, como roubo a pessoas, veículos, casas, comércios, atividade suspeita, homicídio, vandalismo, venda de droga e assédio ou violação.

O serviço também permite que você crie zonas incluindo aqueles locais que você mais frequenta, como seu bairro, local de trabalho ou a escola de seus filhos. Além de ver no mapa as denúncias feitas por outros usuários na aplicação, serão encaminhadas notificações push quando houver novas denúncias nas regiões selecionadas.

O app foi lançada no ano passado no Uruguai e já é utilizado na Argentina e no Chile. Desde a sua criação, já recebeu quase 1 milhão de dólares de investimentos e, até final do ano, a expectativa é que o sistema tenha 1 milhão de usuários em todo o mundo, sendo 500 mil só no Brasil.

Ao todo, já são 120 mil usuários, sendo 60 mil no Uruguai, 20 mil no Brasil (modelo beta), 20 mil na Argentina e 10 mil no Chile. O CityCop está disponível para as versões Android e iOS, além de web.