Motoristas do Waze poderão dar carona para vários usuários na mesma corrida

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

30 de julho de 2019 às 12:41 - Atualizado há 2 anos

Logo Novo Curso

Transmissão exclusiva: Dia 08 de Março, às 21h

Descubra os elementos secretos que empresas de sucesso estão usando para se libertar do antigo modelo de Gestão Feudal de Negócios.

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Os motoristas adeptos ao Waze Carpool agora poderão compartilhar viagens com mais de uma pessoa. Até então, não era permitido que outros usuários fossem adicionados ao longo da corrida.

O serviço de compartilhamento de assentos (carpool) do Waze foi lançado no Brasil em 2018. Apenas neste ano, o Waze reporta um crescimento de 360% no uso desde janeiro a julho no país.

As caronas no Waze são próprias aos usuários que realizam trajetos semelhantes, como o mesmo caminho de casa até o trabalho. O objetivo é que o motorista possa dividir custos com os carpoolers e diminuir o número de carros (e o trânsito) nas ruas.

Os motoristas poderão adicionar mais usuários em apenas uma carona se o desvio máximo no caminho for de 2 minutos. O Waze permite que até 4 passageiros estejam no carro, respeitando o número limite de assentos de cada veículo.

Para adicionar mais usuários durante o percurso, é necessário que a carona esteja confirmada. Aparecerá um ícone de “+” na tela e o botão de “Convidar usuários”. O ícone não será exibido se não houver mais lugares disponíveis.

A ascensão do carpool

O compartilhamento de assentos em veículos está ganhando tração no Brasil. Além da iniciativa do Waze, a BlaBlaCar – focada em viagens de longa distância – está apostando em políticas públicas para incentivar o uso. Em julho, a empresa francesa contratou sua primeira profissional de Relações Governamentais no país: Karen Duque.

A expectativa é que, além da menor quantidade de carros nas ruas e divisão de custos, existam benefícios como faixas exclusivas em horário de pico para veículos com duas ou mais pessoas – a exemplo do Canadá, EUA e Nova Zelândia.