Usuário dorme no carro e Uber cobra R$ 558 por corrida que custaria R$ 60

Avatar

Por Júlia Miozzo

1 de outubro de 2015 às 11:16 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

SÃO PAULO – Segundo informações do jornal Daily Mail, um britânico chegou a pagar 93 libras – segundo a cotação de hoje, R$ 558 – por uma corrida que do Uber que, a princípio, sairia por no máximo 10 libras, cerca de R$ 60.

Jonny Bee, de 23 anos, afirmou que apesar do curto trajeto, dormiu no carro e acordou na porta de casa. Alguns minutos depois, recebeu o comprovante com da corrida em seu e-mail com o valor quase dez vezes maior do que o prometido. O usuário ainda contou que não havia pedido o modelo de luxo e que o motorista deu voltas desnecessárias com ele no carro, o que faria com que o valor da conta ficasse maior.

Na teoria, como o Uber utiliza o sistema do Google Maps para traçar os trajetos, ele deveria ter seguido o caminho indicado – o que não foi o caso. É essa tecnologia, inclusive, que permite que o app indique o preço da corrida antes do usuário embarcar.

Em resposta Jonny, o Uber alegou que houve um equívoco do motorista, que não havia encerrado a corrida anterior e, ao final da corrida de Jonny, foi cobrado o valor de ambas. A empresa acabou reembolsando o usuário prejudicado.