Uber recebe investimento de US$ 1 bilhão e se torna a startup mais valiosa do mundo

O investimento será usado para aumentar a presença da startup na Índia, onde já se comprometeu em investir US$ 1 bilhão em operações nos próximos nove meses

Avatar

Por Júlia Miozzo

31 de julho de 2015 às 18:09 - Atualizado há 5 anos

SÃO PAULO – O Uber ultrapassou a Xiaomi e se tornou a startup privada mais valiosa do mundo, com aproximadamente US$ 51 bilhões – mesmo valor que o Itaú e mais que Petrobras e Bradesco. Em segundo lugar, vem a chinesa, com US$ 46 bilhões, seguida pelo Airbnb, com US$ 25 bilhões.

Segundo o CNN Money, a empresa atingiu tal valor por conta de um investimento de US$ 1 bilhão que recebeu em uma nova rodada. Dentre os investidores estão a Bennett Coleman & Co., um conglomerado de mídia indiano, a Microsoft e outros.

O investimento será usado para aumentar a presença da startup na Índia, onde já se comprometeu em investir US$ 1 bilhão em operações nos próximos nove meses. Parte do valor deve ser destinado para o mercado chinês, onde o Uber enfrenta uma forte concorrência da Didi Kuaidi, que é três vezes maior que a startup americana por lá.

No Brasil, a empresa vem enfrentando alguns problemas por conta de “disputas” com os taxistas, que já fizeram protestos em diversas capitais contra o funcionamento da startup. No total, a empresa atua em mais de 300 cidades em 58 países – tudo isso em apenas cinco anos de atuação.