Uber quer tomar conta do seu smartphone e facilitar a sua vida

Avatar

Por Júlia Miozzo

27 de janeiro de 2016 às 12:35 - Atualizado há 5 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 16 a 19/Nov, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

Após perceber que a grande maioria de seus passageiros passa todo o tempo da corrida utilizando outros aplicativos em seu smartphone, o Uber criou um novo recurso que permite a integração de outros apps no Uber chamado Trip Experiences.

Embora ainda esteja disponível apenas nos Estados Unidos, a ideia do Uber agora é tornar os outros aplicativos do smartphone e integrá-los com si mesmo de forma que se tornem mais “inteligentes”. Isso possibilita, por exemplo, que o Spotify saiba que o usuário está em uma corrida e quanto tempo ela vai durar, para então elaborar uma playlist que terá a duração (quase) exata da corrida. Seria uma integração dos demais aplicativos diretamente com o Uber, transformando seu caminho em mais agradável.

Isso significa que o Uber vai se tornar, com esse novo recurso, uma plataforma para que novos aplicativos sejam desenvolvidos, similar à maneira como o iPhone criou a App Store. “A ideia é você abrir o aplicativo e ter essa experiência mágica”, disse Chris Saad, chefe da plataforma de desenvolvimento do Uber, ao Tech Insider. Assim, será possível inserir qualquer outro aplicativo dentro do Uber. “Para muitos usuários, o tempo que ficam no Uber é o maior período sem distrações que têm durante todo o dia”, disse Dmitry Shevelenko, chefe de negócios da startup, também ao portal.

O Trip Experiences, que já está disponível, é a nova fase da função Ride Requests que o Uber implementou no início do ano passado – também disponível apenas nos EUA, ela permite que o usuário solicite um carro através do Google Maps, Foursquare e outros apps.

“Estamos abrindo bilhões e bilhões de minutos e horas livres e permitindo que desenvolvedores criem uma experiência especial para isso, e nós pensamos que existe uma oportunidade pronta se tornar um hábito”, completou Shevelenko.

Já em 2014, o Uber se integrava ao Spotify, estratégia que continua até agora.