Transcender utiliza inteligência artificial para identificar doenças em gado

Conteúdo Patrocinado

Por Conteúdo Patrocinado

5 de agosto de 2020 às 11:48 - Atualizado há 2 meses

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Transcender, startup criada pela NEXA.IT, utiliza a inteligência artificial para oferecer soluções em diversos mercados — a exemplo da educação, finanças, varejo, segurança e agropecuária. 

Na agropecuária, a inteligência artificial é utilizada no reconhecimento facial e identificação de doenças. Por muito tempo, a identificação de animais era feita de forma invasiva — através de brincos, chips subcutâneos e até marcação à fogo. Hoje, a Transcender utiliza tecnologia para reconhecer cada animal através de características da face e dorso. Através do reconhecimento, também é possível acompanhar o estado de saúde de cada animal.

“Convencionalmente, a identificação de doenças em animais é feita por zootecnistas e veterinários, através da análise clínica e visual. Se um humano é capaz de olhar e identificar, a inteligência artificial também é”, explica Pedro Henrique Ramos Prado, CEO da Transcender.

Prado conta que há alguns elementos que auxiliam na detecção de anormalidades: a locomoção, olho caído e orelhas baixas (indicam possível parasitose), entre outros. O pecuarista é atualizado do status de seus rebanhos por SMS, e-mail ou WhatsApp.

A startup tem o objetivo de oferecer uma solução acessível e que possa complementar o trabalho dos profissionais do setor, diminuindo o número das visitas técnicas. “Esses especialistas trabalham muito, pois têm que viajar para o interior até as fazendas. As jornadas acabam durando 14 horas entre a locomoção e análise e o trabalho pode levar mais de um dia, o que gera custos extras”, afirma Prado. A plataforma encontra-se em processo de validação, com o auxílio do Banco Regional de Desenvolvimento do Sul, em que a empresa está sendo pré-acelerada.

Outras aplicações para a inteligência artificial

Prado, que é membro do Comitê de Machine Learning na International Association of Artificial Intelligence, explica que a Transcender “nasceu da vontade de contribuir de forma global em diversas áreas”. “A inteligência artificial possui o poder de abstração. Ela consegue aprender qualquer coisa que seja ensinada, desde que seja feito da maneira correta”, afirmou.

Para contribuir com mais segurança digital, a companhia desenvolveu uma tecnologia em que a I.A é capaz de detectar pedofilia e bullying na internet. A solução auxilia, inclusive, no controle de conteúdo, impossibilitando a visualização de palavrões em dispositivos eletrônicos de menores de idade, entre outros vulneráveis digitais.

Na educação, a Transcender utiliza I.A para criar perfis de alunos de acordo com a evolução nas instituições de ensino. O objetivo é de entender e categorizar o processo de aprendizagem de cada indivíduo.

Nas finanças, a startup é capaz de avaliar a base de cobrança, entendendo quais são os clientes que possuem mais ou menos possibilidade de pagar os débitos. “Após traçar um perfil dos devedores, os categorizamos por ordem de probabilidade. A empresa passa a gastar menos recurso e tempo, começando a cobrança com quem está mais apto a sanar a dívida”, disse Prado.

A mesma categorização anônima de pessoas pode ser feita no segmento de varejo. A companhia está em fase de estudos e desenvolvimento, para grandes redes de supermercados, de uma ferramenta que avalia o hábito dos compradores, identificando as gôndolas e corredores mais frequentados. “A informação é valiosa porque as prateleiras mais visitadas são vendidas para as marcas e essa análise passa a ser a base de dados”, finaliza.

A Transcender é uma das startups que possuem estande no Varejo Tech Conference, evento 100% online e gratuito da StartSe, realizado nos dias 3, 4 e 5 de agosto. Confira!