Startup que te ajuda a comprar roupas com desconto levanta US$ 22,5 milhões

Avatar

Por Lucas Bicudo

19 de junho de 2017 às 17:17 - Atualizado há 4 anos

Logo Novo Curso

Transmissão exclusiva: Dia 08 de Março, às 21h

Descubra os elementos secretos que empresas de sucesso estão usando para se libertar do antigo modelo de Gestão Feudal de Negócios.

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

O gerenciamento de inventário é uma das partes mais desafiadoras da execução de um negócio de varejo. Não é fácil prever exatamente como cada item irá performar. É por isso que os varejistas costumam levar seus produtos não vendidos para outros negócios. Alguns desses projetos encontram seu caminho para lojas “off-price”, conhecida por seus preços mais baixos.

Agora, a Inturn tem tentado agilizar esse processo, com seu software que permite um mercado de dois lados. Cerca de US$ 500 milhões de produtos estão atualmente disponíveis na plataforma da startup, onde são vendidos através de ofertas controladas.

Veja também: temos o e-book “Aprenda a validar sua ideia e acelerar sua startup“, com tudo o que você precisa saber para ser o grande executor que consegue tirar boas ideias do papel.

Pois bem, agora esse projeto está levantando uma rodada de Série B no valor de US$ 22,5 milhões, liderada pelo B Capital Group, empresa de Venture Capital do co-fundador do Facebook Eduardo Saverin.

“A Inturn é um dos marketplaces B2B com mais rápido crescimento no espaço de varejo e estamos entusiasmados em apoiar a empresa em sua próxima etapa de crescimento”, disse Raj Ganguly, co-fundador e sócio do B Capital Group. “Ao fornecer uma visão transparente e em tempo real do estoque, as marcas e os revendedores podem negociar mais rapidamente a um custo menor”.

O CEO da Inturn, Ronen Lazar, estima que é um espaço endereçável de US$ 250 bilhões. Ele disse que a falta de tecnologia na indústria resultou em processos “muito lentos, que consomem tempo e são propensos a erros”.

A startup ganha dinheiro com assinaturas e também faz um corte de transações processadas. “O ROI é um meio insensível”, diz Lazar sobre o valor que eles fornecem aos seus clientes.

(via TechCrunch)

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]