Startup que mudou o mundo, YouTube completa 10 anos

No começo, o maior site de vídeos da internet não passava de uma empresa de garagem com 3 jovens sonhadores

Avatar

Por Da Redação

14 de fevereiro de 2015 às 19:59 - Atualizado há 5 anos

Você já parou para se perguntar quantas startups conseguiram, literalmente, mudar o mundo? Sua lista não deve ser das maiores, mas certamente o YouTube estará nela, figurando ao lado de nomes como Google e Facebook, entre poucas outras.

O maior site de compartilhamento de vídeos da Internet – e terceiro maior em número de acessos –, no começo não passava de uma startup como qualquer outra. Empresa de garagem fundada por três jovens sonhadores, apostou numa ideia quando ninguém acreditava que ela poderia dar certo, ainda mais em um ambiente completamente desfavorável ao compartilhamento on-line de vídeos, lento e engatinhando.

Mas Steve Chen, Chad Hurley e Jawed Karim não se intimidaram e seguiram em frente. Em 14 de fevereiro de 2005, registraram o domínio YouTube.com, sem imaginar que pouco mais de um ano depois chamariam a atenção do já gigante Google (foi comprado por U$ 1,65 bilhão em outubro de 2006) e despontariam para mudar de vez a nossa relação com a TV e a própria Internet.

O sucesso avassalador não se deveu somente à popularização da Internet na primeira década deste Século (o que faz o faturamento do YouTube se aproximar dos U$ 4 bilhões por ano), mas também à criação de um mercado paralelo de produção de conteúdo que não encontra limites para se renovar todos os dias. Ou a cada minuto, em que são geradas 60 novas horas de vídeo – há quem diga que cheguem a 300 horas.

Impacto tão significativo que levou o jornalista e curador do TED Chris Anderson a criar a expressão “inovação acelerada pela multidão”, para exemplificar como o aumento de vídeos na internet está impulsionando o fenômeno global de “ciclo de aprendizado auto-alimentado, que pode vir a ser tão significante quanto a invenção da imprensa” (assista à palestra de Chris Anderson no TED).

Talvez este seja o “segredo” das startups que conseguem revirar o mundo de ponta cabeça – e também o de uma boa fatia das que conseguem alcançar o sucesso em escala, mesmo que localmente (país) ou em um nicho específico de mercado: trazer o usuário para o centro da ação, fazendo dele o personagem principal de um enredo sem amarras para a informação, a comunicação e a imaginação.

É o que de uma forma ou outra fazem todos os grandes atores desse cenário ainda em construção – vide o exemplo brasileiro Buscapé.

Não é uma regra, mas se pudermos apostar em uma próxima startup que mudará as bases do mundo tal qual o conhecemos, dificilmente ela fugirá dessa premissa. A sua startup está nesse caminho?

 

Curiosidades

  1. Assista ao primeiro vídeo postado no YouTube, feito por Yakov Lapitsky no jardim zoológico de San Diego, na Califórnia (EUA), e publicado em 23 de abril de 2005:

  1. Os fundadores Steve Chen, Chard Hurley e Jawed Karim são ex-funcionários do PayPal.

Os três fundadores do YouTube

  1. Eles dizem que a inspiração veio da falta de uma ferramenta para o upload e dificuldade de encontrar os vídeos na Internet.
  1. Antes disso, por incrível que pareça, o YouTube quase foi fundado como um site para encontros. Ainda bem que mudaram de ideia.
  1. A data oficial de registro do YouTube é 14 de fevereiro, o primeiro vídeo foi publicado em abril, mas na prática o lançamento da primeira versão foi em maio.
  1. Você muito provavelmente sabe qual é o vídeo mais assistido da história do YouTube…
  1. O YouTube está presente em mais de 60 países, atingindo um bilhão de usuários por mês, que juntos assistem a mais de 6 bilhões de horas de vídeos.

 

Para saber mais
Assista ao mini documentário “The Surprising History of YouTube” (em inglês), produzido pelo canal de vídeos ColdfusTion, que conta um pouco dos 10 anos de história do YouTube e o impacto que ele teve nas nossas nas nossas vidas: