Startup que desenvolve táxi elétrico e voador levanta US$ 90 mi da Tencent

A sacada do Lilium Jet é que várias abas do motor se inclinam de uma posição vertical para uma posição horizontal, dependendo do modo de vôo

Avatar

Por Lucas Bicudo

8 de setembro de 2017 às 12:47 - Atualizado há 2 anos

A Lilium, startup alemã que está desenvolvendo táxis elétricos e voadores, acaba de levantar uma rodada de série B, no valor de US$ 90 milhões, com participações da Tencent, LGT, Atomico, o co-fundador do Skype Niklas Zennström e Obvious Ventures.

“A missão da empresa é permitir que todos usem esse tipo de sistema de transporte no dia-a-dia”, disse o co-fundador e CEO Daniel Wiegand. “Queremos ser a empresa líder desse mercado, permitindo que cada pessoa vá de um lugar para o outro cinco vezes mais rápido. Haverá um aplicativo e, a partir do primeiro dia, você poderá reservar este avião como um serviço”.

Já são 75 funcionários contratados e um teste de voo bem-sucedido. Apenas no mês passado, a Lilium também trouxe gente importante de empresas notáveis ​​no espaço de transporte, como o Dr. Remo Gerber, ex-MD para a Europa Ocidental da Gett, que se juntou como diretor comercial. “É uma empresa totalmente diferente do que era um ano antes”, diz Wiegand.

A sacada do Lilium Jet é que várias abas do motor se inclinam de uma posição vertical para uma posição horizontal, dependendo do modo de vôo. Durante a decolagem, as abas são inclinadas verticalmente para permitir que os motores levantem a aeronave, mas, uma vez transportadas pelo ar, as abas se vão lentamente para uma posição horizontal para permitir que o veículo ganhe velocidade.

No entanto, é a insistência de que o jato Lilium VTOL deve ser exclusivamente elétrico que merece destaque. Especialistas da área estão céticos de que a startup poderá alcançar seu objetivo de velocidades de até 300 km/h e uma distância de mesma quilometragem.

“O maior desafio é com as baterias. Em comparação com combustível fóssil, há cerca de cem vezes menos energia por quilograma de bateria do que por quilograma de gasolina, o que significa que você precisa ter um conceito de aeronave extremamente eficiente na forma como ele lida com a energia. Fomos extremamente bem-sucedidos, especificamente inventando um novo conceito de aeronave que não tenha sido feito antes”, explica o CEO.

Questionado para elaborar um pouco mais, Wiegand disse que “os motores a jato elétrico dão um melhor compromisso entre segurança, eficiência, ruído e desempenho. Há também outras coisas, como o próprio conceito de aeronave. Se você olhar de perto para ela, verá que não há cauda, ​​porque a cauda adiciona arraste e peso. Nós fizemos otimizações em quase todos os campos, desde aerodinâmica, até design leve, até o conceito de propulsão”.

Claro, além dos desafios técnicos específicos colocados por um VTOL totalmente elétrico, um serviço de táxi aéreo na escala que a Lilium prevê exigirá considerável compra dos legisladores e do público em geral. Além disso, há o problema de poluição audiovisual.

“É claro que pensamos em possíveis desvios desde o primeiro dia, é por isso que investimos uma tremenda quantidade de energia e dinheiro para reduzir o ruído desses motores elétricos ao menor grau possível. Tivemos muito sucesso nisso. A aeronave é cerca de quatro vezes menos barulhenta do que um helicóptero e você só pode ouvi-lo quando está decolando e aterrissando. Uma vez que a aeronave está em voo a uma altitude de um quilômetro, por exemplo, você não pode escutar a terra. E esse é um grande benefício”.

Mas, talvez, a maior vantagem seja o impacto que um serviço de táxi aéreo como o da Lilium poderia ter na produtividade e, portanto, na economia. “Não é apenas um benefício em termos de aliviar a sociedade do tráfego de trânsito, mas todos poderiam usá-lo e chegar ao seu destino cinco vezes mais rápido, basicamente um aumento de cinco vezes do seu raio diário da vida. Essa conectividade será um grande benefício para a sociedade, mas também para o crescimento econômico”, finaliza.

Confira um vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=ohig71bwRUE

(via TechCrunch)

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]