Startup promete aumentar vendas de lojas em até 25%

Usando big data, crédito e CRM, a Spot busca crescimento de comércio mesmo em meio à crise

Avatar

Por Paula Zogbi

26 de abril de 2016 às 10:02 - Atualizado há 4 anos

A queda das vendas no varejo em 2015 foi a maior desde o início da série histórica, de acordo com o IBGE. Isso ocorreu por conta de uma somatória de fatores, entre enfraquecimento do mercado de trabalho, redução da renda real, confiança do consumidor, pressão inflacionária e taxas de juros. É por isso que, mais do que o normal, os donos de negócios que não quiserem sofrer tanto com a crise precisam inovar.

Para isso, a startup Spot quer ser uma solução fácil, oferecendo um clube de vantagens para clientes de forma a atrair consumidores a lojas e shoppings usando como isca as ofertas e facilidades de pagamento.

Com 20 mil clientes cadastrados, a empresa oferece, além de um cartão de crédito exclusivo para compras no shopping, regalias como estacionamento gratuito, espaço VIP em eventos e estabelecimentos, wifi exclusivo e produtos gratuitos.

“Temos como objetivo atingir aquele público frequentador assíduo do shopping, que deseja receber ofertas, presentes e outras exclusividades, além de tratamento VIP. Proporcionamos uma experiência única para os nossos associados e fazemos com que esse cliente se sinta especial e tenha acesso a benefícios que ele nunca imaginou ter. A partir de agora, ir ao shopping não é mais um passeio comum, e sim, uma experiência de compra única”, comenta Raphael Carvalho, CEO e sócio fundador da companhia.

Além das vantagens imediatas, a empresa usa a tecnologia das coisas para entrar em contato com os clientes. “Por meio de sensores comportamentais específicos e um banco de dados dos clientes cadastrados no clube de vantagens, são geradas personas einsights que culminam em ações de encantamento ou em ofertas direcionadas, de acordo com o perfil do consumidor”, explica a Spot. Também existe uma equipe especializada em mensuração comportamental, que atua in loco e direciona o fluxo de clientes.

Para o cliente, tornar-se membro é simples: o cadastro poderá ser feito em um quiosque no shopping ou pela internet, e o cartão para compra é liberado em até 10 minutos.

Por enquanto, a ferramenta foi aplicada apenas em dois shoppings no Rio de Janeiro: o Pátio Alcântara e o Carioca Shopping. O objetivo é atuar em outros cinco shopping centers até o final de 2016.