Startup para universitários oferece o ”Spotify para os estudos”

Avatar

Por Júlia Miozzo

28 de outubro de 2015 às 12:28 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

SÃO PAULO – Com mais de quatro milhões de estudantes cadastrados, a startup Passei Direto é a solução para os estudantes universitários que estão em busca de vagas de estágio ou de materiais para estudo. Através da rede, os alunos podem conversar via chat, compartilhar materiais e receber oportunidades para entrar no mercado de trabalho.

“Nós estávamos observando as redes sociais e vimos que não tinha nenhuma rede acadêmica”, disse Rodrigo Salvador, CEO da Passei Direto. Fundada em 2012, a rede é totalmente colaborativa: em termos de material, são os próprios estudantes que os organizam e enviam, e as vagas de estágio, trainee e emprego são publicadas pelas empresas cadastradas. “Muitos professores também usam a rede para publicar material, mas eles não são o foco”, completou o CEO.

Atualmente, o principal foco da startup é fazer a migração para o mobile, já que, segundo Rodrigo, 70% dos universitários estudam e trabalham, e por isso preferem usar a plataforma através do smartphone. O aplicativo, disponível por enquanto apenas para Android, conta com uma funcionalidade que deixa os estudos ainda mais fáceis – os materiais de estudo podem ser organizados como playlists do Spotify; além de ter as suas próprias, é possível visualizar a de outros usuários.

“A funcionalidade de Disciplinas já estava presente na versão antiga do site, porém, em meio às atualizações, acabamos tirando este item do ar no início deste ano. Como recebemos pedidos para que retomássemos esse item, reunimos os feedbacks dos nossos usuários, melhoramos a funcionalidade e incluímos novamente na plataforma”, explicou Rodrigo. O app também é capaz de sugerir materiais de estudo conforme o perfil do estudante, suas próprias listas, pesquisas, etc. “Nosso objetivo é customizar e aprimorar cada vez mais os estudos dos nossos quatro milhões de usuários”, finalizou o CEO.

Para os próximos anos, um dos objetivos da startup é levar o serviço para outros países. “Já temos mais de 2,5 milhões de visitantes fora do Brasil, existe um apelo internacional”, disse Rodrigo.