Startup levanta US$ 2,2 milhões apostando em… ligações telefônicas

CEO participou de um comercial do iPhone em 2008 e agora quer que adolescentes voltem a falar no celular

Avatar

Por Paula Zogbi

14 de janeiro de 2016 às 16:14 - Atualizado há 4 anos

Justin Spraggins fez o papel das mãos que seguram o iPhone no primeiro comercial do produto, em 2008. Mas esta não foi nem de longe a sua maior conquista – e nem os demais comerciais em que apareceu para a companhia da maçã.

Aos 16 anos, depois de ler um livro sobre empreendedorismo dois anos antes, ele abriu sua primeira empresa de pintura – a qual divulgava com flyers de porta em porta, de acordo com reportagem do Business Insider.

Mas foi em 2015, preso no trânsito, que ele teve sua melhor ideia: o app Unmute.

Por passar muito tempo dirigindo, Spraggins não conseguia responder mensagens de amigos. “Eu liguei para um amigo meu, e ele me disse para falar por mensagem de texto. Percebi que as mensagens de texto estão realmente tomando conta da comunicação”, ele disse ao BI. Por conta disso, ele resolveu dar uma nova cara às ligações, tornando-as mais sociais.

Lançado em novembro de 2015, em conjunto com Jared Kemink, o app funciona como um streaming de ligações. Quando um usuário inicia uma ligação, a conversa pode é transmitida ao vivo, então outros usuários podem interagir e comentar. É como se fosse uma mistura de podcast com Periscope.

Mas, para o próprio criador, o “tempero especial” do aplicativo é que é possível “tirar um usuário do mudo”, para comunicar-se diretamente com algum usuário específico – como uma ligação telefônica comum, mesmo.

Todas as ligações são gravadas, então elas podem ser compartilhadas posteriormente da maneira como o usuário preferir. Isso é interessante principalmente para pessoas públicas, formadores de opinião e celebridades se comunicarem com o mundo – Bellamy Young, atriz principal da série Scandal e amiga do criador do app, já participou de conversas com milhares de fãs. Spraggings acredita que é tudo “realmente dinâmico e uma forma natural de conversar com seus amigos”.

O aplicativo já foi destaque na App Store, vem crescendo 100% semanalmente e está próximo de atingir um milhão de minutos de áudio compartilhado. Uma rodada liderada pela Greycroft Partners levantou US$2,2 milhões para o desenvolvimento do Unmute, com participação de Comcast Ventures, Crosscut Ventures, Betaworks e Greylock, além de Robert Kirkman, criador de The Walking Dead e outros investidores.