Carros autônomos para transporte de passageiros já são uma realidade

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

19 de outubro de 2018 às 16:31 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Menos de dois meses depois de anunciar uma parceria com a cidade de Arlington, no Texas, para testar sua tecnologia de carros autônomos, a startup Drive.ai está ampliando sua solução. A partir de hoje, qualquer pessoa poderá usar um serviço de transporte com os veículos em alguns locais selecionados, como escritórios, eventos, hotéis e complexos de restaurantes.

A startup usa Inteligência artificial para criar soluções de transporte autônomo que melhoram a mobilidade das cidades. Segundo o CEO da Drive.ai, Bijit Halder, em entrevista à VentureBeat, esse é o primeiro lançamento da tecnologia na cidade. A startup já fez testes em Frisco, também no Texas, onde foram realizados 107 passeios na primeira semana. Desde então, já completaram mais de 1 milhão de milhas testadas no estado.

“Nossa parceria com a cidade de Arlington é uma prova da capacidade da Drive.ai de desenvolver não apenas tecnologia avançada de IA, mas também de serviços autônomos que resolvem problemas de transporte enfrentados pelas comunidades”, disse Halder. Segundo o executivo, à medida em que a startup consiga escalar sua solução, estará comprometida a colaborar com governos, autoridades locais e outras organizações para a criação de programas que impactam o dia a dia das pessoas.

A frota de três carros da Drive.ai transportará os passageiros para estádios, um parque de diversões do estado, o centro de convenções de Arlington e outros destinos populares. Os clientes poderão usar os veículos durante o período da tarde de quinta-feira a domingo, com um trajeto especial durante os jogos do Dallas Cowboys no AT&T Stadium e para o complexo de escritórios CentrePoint.

Segundo Halder, os engenheiros da startup trabalharam para garantir que os carros pudessem lidar com condições noturnas e tráfego congestionado. Para isso, testaram a solução nos estádios de Arlington durante os dias de jogos. O veículo viaja a uma velocidade de até 35 milhas por hora em estradas públicas, e pode ser acessado por meio de um aplicativo de smartphone ou em terminais nas calçadas. “O usuário não precisa do aplicativo para dispositivos móveis, pode digitar seu nome e número para chamar um passeio”, disse Halder.

Os carros autônomos usam sensores de medição, radar e GPS para coletar dados interpretados em tempo real por um computador de bordo. Além disso, são equipados com telas que exibem símbolos, emojis e outros elementos visuais que comunicam suas próximas ações, como mudança de faixa ou curvas.

Para o futuro, a Drive.ai pretende expandir sua frota na cidade para cinco veículos. Seu contrato atual com a cidade vai até agosto do próximo ano. “Há receita associada a isso”, disse Halder, referindo-se a um subsídio federal de US$ 343.000 e um financiamento inicial fornecido pela cidade de Arlington. “Isso prova que a nossa solução faz sentido.”Até o momento, a Drive.ai levantou mais de US$ 77 milhões da New Enterprise Associates, da GGV Capital, da Northern Light Venture Capital, da HOF Capital, da Nvidia GPU Ventures e de outras empresas.