Startup de beleza Glossier levanta US$ 100 milhões e vira unicórnio

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

20 de março de 2019 às 09:06 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A Glossier, uma das maiores startups de beleza do mundo, recebeu um investimento de US$ 100 milhões em uma rodada série D liderada pela Sequoia Capital. Com o aporte, a beautytech atingiu o valor de mercado de US$ 1,2 bilhões, ganhando também o título de unicórnio (quando uma startup ultrapassa o valor de US$ 1 bilhão).

Também investiram na startup os fundos Tiger Global Management, Spark Capital, Forerunner Ventures, Index Ventures, entre outros. Como parte do investimento, a Glossier contratou Vanessa Wittman como presidente-executiva do setor de finanças (CFO).

A Glossier foi criada em 2014 pela empreendedora Emily Weiss, através de um blog homônimo. A marca, do tipo DNVB, nasceu totalmente digital, mas hoje possui lojas em Nova York e em Los Angeles, nos Estados Unidos. Um de seus diferenciais é a forma como cria os produtos: a Glossier ouve seus clientes para entender quais são as suas verdadeiras necessidades, utilizando a tecnologia como um facilitador. O protetor solar Invisible Shield foi um dos produtos já criados dessa forma.

“Nós estamos criando uma empresa de beleza totalmente nova: uma que é dona de seus canais de distribuição e torna os consumidores seus sócios”, disse Weiss no anúncio do aporte. “Graças ao nosso relacionamento direto com nossos clientes, temos uma inspiração sem fim para novos produtos, experiências e maneiras de criar um negócio – tudo isso enquanto nos mantemos leais aos nossos valores de que a beleza deve ser a celebração da individualidade e das escolhas pessoais”.

Atualmente, a marca possui mais de 200 funcionários e atua nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Irlanda, França, Dinamarca e Suécia. A receita da Glossier ultrapassou US$ 100 milhões no ano passado.

Um mercado emergente?

Para Megan Quinn, sócia do Spark Capital, um dos fundos que participou do investimento, o mercado digital de beleza está em ascensão. “Clientes de produtos de beleza estão aumentando sua interação com as marcas e comprando produtos online: até 2024, a expectativa é que as vendas online do mercado de beleza atinjam US$ 120 bilhões em todo o mundo”. Para a investidora, a Glossier se destaca como uma empresa “definidora” desse novo canal e maneira de vender produtos de beleza.