Startup cria “visão artificial” e recebe US$ 15 milhões de investimento

Usando machine learning e algoritmos, a israelense EyeSight auxilia na condução de veículos e detecta distrações de motoristas

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

24 de outubro de 2018 às 09:22 - Atualizado há 1 ano

EyeSight

Carros autônomos que usam tecnologias como inteligência artificial e machine learning já estão, aos poucos, se tornando realidade. Porém, em paralelo a isso, há empresas trabalhando em soluções para aqueles que dirigem os veículos tradicionais. Esse é o caso da israelense EyeSight, que desenvolveu um sistema de “visão artificial” capaz de detectar quando um motorista perde a concentração ou se distrai.

Usando processamento facial avançado, o sistema controla a direção do olhar do motorista, a dilatação da pupila, a abertura dos olhos e a posição da cabeça, usando machine learning e algoritmos para identificar a falta de atenção. O carro equipado pode então emitir sons e vibrações ou ativar temporariamente o modo de direção automática. Além disso, usando gestos manuais simples, o motorista e os passageiros podem controlar o sistema de entretenimento do carro sem tocar ou olhar para a tela.

A tecnologia criada pela startup tem se tornado cada vez mais relevante. Na Europa, por exigência do European New Car Assessment Programme (Euro NCAP), todos os carros lançados a partir de 2022 deverão ter um Sistema de Monitoramento de Motoristas (DMS). Além disso, a “visão artificial” da EyeSight também poderá ser usada na condução semi-autônoma, ou seja, nos veículos que possuem diferentes funcionalidades mas que ainda precisam de assistência humana na direção. Neste caso, o sistema precisa ter a certeza de que o motorista está alerta e acordado antes de passar o controle do carro em movimento.  

Além do monitoramento do motorista, o sistema da EyeSight pode escanear toda a cabine de um carro, entendendo quem e o que está no veículo. Isso inclui a detecção de crianças, ajudando a garantir que bebês não sejam esquecidos em carros trancados. Tudo isso não passou despercebido pelos investidores, e a EyeSight captou US$ 15 milhões em uma rodada de investimento liderada pela Jebsen Capital, Arie Capital e Mizrahi Tefahot. O dinheiro será usado para implantar o sistema de visão da IA ​​nos carros. Para isso, a startup israelense já está em parceria com dois grandes fabricantes de automóveis, e diz que a tecnologia estará em pelo menos quatro modelos de carros até 2020.

Vá para Israel, a Startup Nation, com a StartSe

Israel tem menos de 9 milhões de habitantes, o que corresponde a 0.1% da população mundial, mas apresenta mais empresas listadas na Nasdaq, a bolsa de valores americana para companhias de tecnologia, do que qualquer outro país, salvo Estados Unidos e China. Além disso, tem mais startups, empresas de capital de risco, cientistas, engenheiros, e profissionais em tecnologia do que qualquer país do mundo, em termos per capita.

Se você quer conhecer este ecossistema de inovação, participe da Missão Israel, realizada pela StartSe, em novembro. Para saber mais, clique aqui.