Startup cria “Spray do Sono” para acabar com a insônia

Objetivo da empresa é reduzir efeitos indesejáveis da insônia e diminuir o consumo excessivo de pílulas

Avatar

Por Júnior Borneli

11 de março de 2015 às 10:55 - Atualizado há 5 anos

Durante o dia as pessoas utilizam sprays de várias formas: desodorantes, perfumes, fixador para cabelo e muitos outros. A novidade agora é um novo tipo de spray que promete acabar com a insônia de pessoas que têm “pesadelo” só de pensar que não vão conseguir dormir.

Os empreendedores Ben Yu e Deven Soni podem ter achado a solução para um problema que afeta milhões de pessoas em todo mundo, a dificuldade para dormir. O Sprayable Sleep é a primeira solução para problemas de sono a ser aplicada através de pulverização tópica em todo mundo. O objetivo do produto é reduzir com segurança os efeitos desagradáveis ​​da insônia, diminuindo também o consumo excessivo de pílulas.

A startup – Sprayable Inc. – recebeu investimento de US$ 327 mil dólares através de uma plataforma de crowdfunding Indiegogo e se prepara agora para colocar no mercado a primeira remessa de 20 mil unidades do “spray do sono”. O próximo passo será a abertura das vendas via internet e também através de redes varejistas.

A base do produto é composta por água, melatonina e um derivado de tirosina, um aminoácido também produzido naturalmente pelo corpo que é o principal veículo para promover a absorção do produto pela pele. Esse, aliás, é o grande diferencial em relação às pílulas: a liberação da melatonina é prolongada, o que garante um sono de melhor qualidade por muito mais tempo.

Para se ter uma ideia do tamanho dos problemas relacionados ao sono, cerca de 35% da população dos Estados Unidos sofre de algum tipo de distúrbio, sendo que 10% sofre de insônia crônica.

Segundo Ben Yu, “as pesquisas mostraram que o spray funciona muito bem para o primeiro grupo, que possui distúrbios mais leves e contribui para uma melhora nos casos mais graves”.

As principais autoridades na Medicina do Sono nos Estados Unidos acreditam que o produto pode realmente melhorar o sono das pessoas. “Como médico do sono, acho que é possível utilizá-lo para alguns casos e recomento aos pacientes”, diz Safwan Badr, ex-presidente da Academia Americana de Medicina do Sono.

Fonte: Mashable