Startup cria campanha de combate ao zika vírus usando SMS

O sistema utilizado pela startup é especializado na ciência do comportamento e engajamento, as principais quando se fala de prevenção de doenças

Avatar

Por Júlia Miozzo

11 de fevereiro de 2016 às 11:35 - Atualizado há 4 anos

Com o objetivo de envolver a população no combate ao mosquito Aedes aegypti, a startup Tá.Na.Hora vai iniciar ainda esse mês uma parceria com a Prefeitura de Palmeira dos Índios, no Alagoas, que vai envolver a tecnologia de informação, engajamento e monitoramento via SMS para ampliar a gestão pública municipal sobre o combate.

A princípio, mais de 2 mil habitantes vão receber SMS segmentados por bairros com instruções para eliminar os focos do mosquito. Os SMS poderão ser respondidos, reportando sintomas das doenças e enviando avisos diretamente para a Secretaria Municipal da Saúde.

“Temos feito um trabalho de prevenção constante contra o Aedes aegypti. A inovação oferecida pela Tá.Na.hora irá nos ajudar a estabelecer uma comunicação mais próxima e dinâmica com os municípios e melhorar as diversas estratégias que temos usado para proteger a população”, afirmou o Secretário de Saúde de Palmeira dos Índios, Glifson Magalhães.

O sistema utilizado pela startup é especializado na ciência do comportamento e engajamento, as principais quando se fala de prevenção de doenças. “Nossa plataforma é um instrumento de diálogo e nessa primeira parceria com a Prefeitura de Palmeira dos Índios iremos engajar a população com ações de proteção individual e comunitária. Esse será um programa pioneiro de vigilância epidemiológica para reduzir a densidade vetorial do Aedes com o uso de comunicação via celular”, explicou o cofundador da startup, Juliano Froehner.