Startup cria aplicativo que revoluciona a forma que pessoas encontram residência

Avatar

Por Júlia Miozzo

16 de setembro de 2015 às 12:45 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

SÃO PAULO – Pensando em levar tecnologia a um dos poucos setores que ainda não sofreram muitas transformações, a startup norte-americana Compass, fundada em 2013, ajuda as pessoas a encontrarem bairros e lugares para morar – seja alugando ou comprando.

Recentemente, ela levantou US$ 50 milhões em investimentos para expandir para todos os Estados do país, totalizando US$ 123 milhões em investimentos, segundo o Business Insider.

Embora já existam sites que listam os imóveis à venda ou disponíveis para locação, a startup funciona de maneira diferente, reduzindo o tempo que uma pessoa normalmente leva para encontrar uma casa: as listas da Compass aparecem em uma espécie de mapa do Google, incluindo fotos das casas.

Se o usuário desejar visitar algum dos imóveis, basta agendar no próprio site, que faz um inventário de todas as visitas agendadas. Essa facilidade parece boba, mas é muito útil para ajudar o usuário a encontrar um imóvel no lugar desejado – evitando um problema comum dos portais, onde vendedores listam o imóvel em um bairro adjacente apenas para atrair mais interesse.

A tecnologia, que já atraiu mais de 350 agentes imobiliários em Nova York, age como um corretor, sendo que o serviço equivale a 15% do valor do negócio fechado, caso seja alugado, e um pouco menor para os compradores. Esse valor já inclui a comissão do agente.

Em Nova York, o serviço funciona bem pela baixa taxa de ocupação, principalmente de Manhattan – de 1%. A startup ainda pensa em ter valor extra para seus usuários ao abrir seus produtos para todos os tipos de pessoas envolvidas na indústria imobiliária.

Por mostrar inovação tanto para o lado do comprador quanto do agente, a Compass pode estar apresentando o futuro modelo do mercado – embora, no momento, esteja focando em imóveis à venda, não para locação.