Startup cria aplicativo que paga usuário para responder pesquisas e outras missões

Avatar

Por Júlia Miozzo

11 de setembro de 2015 às 14:56 - Atualizado há 5 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

SÃO PAULO – Um dos problemas que as empresas estão constantemente enfrentando é saber como seu público está avaliando seu serviço ou produto. Somando-se a isso o fato de que muitas das pesquisas realizadas apresentam dados equivocados ou que não mostram a real situação, o que piora a situação.

Foi pensando nisso que surgiu a PiniOn, empresa que realiza pesquisas de forma a garantir a veracidade do resultado. Através de seu aplicativo, o cliente pode solicitar missões de cliente oculto, pesquisas de opinião, hábitos de consumo e satisfação e monitoramento de PDV (Pontos de Venda). E quem as realiza, ganha dinheiro com isso. “Nossa intenção é levar vantagem para as grandes marcas utilizando os dados de pesquisa”, disse o CEO da empresa, Eduardo Gringberg.

E nessa brincadeira de responder pesquisas todos saem ganhando: enquanto a empresa ganha uma maior percepção de seu mercado e consumidores, quem responde as perguntas também recebe uma remuneração correspondente ao questionário respondido, variando de R$ 0,25 até R$ 15. Já são mais de 180 mil usuários cadastrados e um milhão de respostas aprovadas desde que a empresa foi fundada, em 2013. Entre seus clientes estão nomes como PepsiCo, Diageo, Unilever, Santander, Rede Globo, Mitsubishi, Ibope Inteligência, Nestlé, Y&R e outros. Cada cliente pode formular o seu questionário ou tipo de missão e também criar um perfil das pessoas que poderão responder à pergunta, selecionando características como sexo e idade.

“Nós atendemos também pequenas médias e pequenas, inclusive startups”, comentou Rodrigo. “Essas últimas conseguem fazer pesquisas sobre seu mercado, avaliar seu produto ou serviço, etc”. Além de ser versátil e se adaptar a todos os portes de empresa, a PiniOn conta com o serviço Live, que permite que os consumidores avaliem campanhas de TV ou programas ao vivo – assim, as marcas conseguem questionar a audiência no momento exato.

“O nosso maior diferencial é a veracidade das respostas do questionário. Nós pedimos que o usuário tire uma foto para comprovar o que está respondendo, que vá até o local da pesquisa para realiza-la – e conseguimos monitorar isso através da geolocalização”, explicou o CEO.

Para este e o próximo ano, os objetivos da empresa são criar uma versão web para questionários mais profundos e extensos, gerar mais produtos em cooperação com clientes e duplicar o faturamento. Atualmente, a empresa conta com 100 clientes.