Startup de construção recebe investimento de US$ 865 milhões, maior da história

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

26 de janeiro de 2018 às 10:55 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

As startups trazem soluções disruptivas para diversos setores, e o de construção não é uma exceção. As construtech possuem uma atuação importante pois agilizar processos (ou eliminar) em um setor que constrói ativos tão complexos, caros e demorados – afinal, quanto tempo dura uma construção? – é uma grande responsabilidade.

Por isso, é uma ótima notícia que uma construtech, a Katerra, tenha recebido US$ 865 milhões de investimento. Fundada em 2015, a startup oferece todos os processos para a construção de um prédio, prometendo entregá-los de forma “mais rápida e eficiente do que nunca”. O investimento foi liderado pela SoftBank.

A Katerra oferece desde os componentes do projeto arquitetônico à gestão e renovação do trabalho. Para as empresas, é uma forma de construir novos projetos contratando os serviços de apenas um lugar, facilitando a gestão e todos os processos. Mas, se as empresas não desejarem contratar todos os serviços da Katerra, os processos feitos pela construtech também são vendidos separadamente.

Atualmente, a empresa já recebeu mais de US$ 1,3 bilhão através de reservas para novas construções, que incluem imóveis residenciais. Por ser capaz de realizar construções do início ao fim, a startup pode otimizar processos e realizar mais facilmente qualquer mudança que seja necessária ou surja no meio do caminho.

Outras startups têm oferecido serviços de orçamento e até tecnologias, como impressoras 3D, que possuem o potencial de revolucionar esse mercado.

Para conhecer outras construtech e entender como elas impactarão no mercado de construção e imobiliário, participe da ConstruTech Conference que acontece em fevereiro.

(Via TechCrunch)

[php snippet=5]