Startup de caminhões autônomos arrecada US$95 mi e se torna unicórnio

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

13 de fevereiro de 2019 às 11:22 - Atualizado há 2 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

A lista de unicórnios, startups avaliadas em US$1 bilhão ou mais, acaba de crescer. A TuSimple, empresa de caminhões autônomos, arrecadou US$ 95 milhões em uma rodada de financiamento liderada pela empresa chinesa de tecnologia Sina. Com o investimento, a startup passa a valer US$ 1.095 bilhão. Fundada em 2015 e com sedes em San Diego e Pequim, a TuSimple já arrecadou US$ 178 milhões até agora em rodadas que incluíram investidores como Nvidia e ZP Capital.

“Depois de três anos de foco intenso para alcançar nossos objetivos técnicos, fomos além da pesquisa para o trabalho sério de construir uma solução comercial”, disse Xiaodi Hou, fundador e presidente da TuSimple, em um comunicado. Em 2018, a startup iniciou testes com caminhões autônomos em vias públicas de Arizona e Xangai.

Hoje, a startup realiza viagens totalmente autônomas para 12 clientes no Arizona. Todos os trajetos são acompanhados por um engenheiro de segurança no volante e outro controlando os dados que circulam em cada viagem. Segundo a Forbes, com o aporte, a empresa pretende expandir sua frota para 50 caminhões, realizando viagens autônomas também no Texas.

Concorrentes

Além da TuSimple, outras empresas já estão investindo na tecnologia autônoma para caminhões. Em março de 2018, a Uber iniciou os testes com seus veículos para transporte de cargas. No mesmo ano, a Waymo anunciou que lançaria um piloto para caminhões autônomos em Atlanta. Já a Volvo levou a tecnologia para a Noruega depois de testar um serviço semelhante no Brasil.