Startup brasileira acelerada pela Y Combinator leva solução para o México

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

5 de outubro de 2017 às 14:37 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A Quero Educação, startup de educação do Brasil, trabalhou em parceria com estudantes, especialistas em tecnologia e representantes da educação privada e pública do México. A startup apresentou seu modelo de negócios, buscando influenciar com boas ideias a educação no país. Criada em 2012, a startup possui mais de 200 colaboradores e firmou parceria com mais de 1.200 instituições.

A Quero Educação possui a “Quero Bolsa”, que remaneja as vagas ociosas de universidades por um preço mais barato para estudantes que não podem pagar o valor total. Em quatro anos de atuação, a startup ajudou a matricular mais de 200 mil alunos no ensino superior e foi a primeira brasileira de educação acelerada pela Y Combinator.

O México foi um primeiro passo importante para a internacionalização da startup. “Essa experiência confirmou que há espaço para a expansão internacional da Quero Educação, principalmente nos países em desenvolvimento. Estamos olhando para esses países como possíveis candidatos a um crescimento a médio prazo, provavelmente nos próximos dois anos”, afirma Bernardo de Pádua, CEO da Quero Educação.

A empresa foi a única startup brasileira selecionada para participar da edição 2017 do MECATE, programa internacional do Laboratório de Empreendimento e Transformação – LET, de iniciativa da Escuela de Gobierno y Transformación Pública Tecnológico de Monterrey. O MECATE tem objetivo de desenvolver projetos sociais.

“Tivemos a oportunidade de conhecer a realidade educacional do México, que tem similaridades com o mercado brasileiro, onde a educação privada cresce com mais força, e contribuir para o desenvolvimento de um projeto de estudo que mostrasse a viabilidade e o potencial de negócios como o da Quero Educação nesse país”, completa o CEO da Quero Educação.

A segunda parte do programa traz a imersão de estudantes na cultura da startup. Nesta semana, quatro estudantes da Tec. Monterrey visitarão o headquarter da Quero Educação, localizado em São José dos Campos, e acompanharão o desenvolvimento de todas as áreas da startup.

O Vale do Silício realmente impactou esta startup! Deixe que ele impacte você também: vá na Learning Experience.

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]