Startup aposta no marketing de experimentação e distribui brindes

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

31 de outubro de 2017 às 11:15 - Atualizado há 3 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

A Samplify (veja o perfil na base da StartSe) é uma startup de marketing B2B que distribui brindes para todo o Brasil. Em meio a tantas iniciativas de marketing digital – em alta no mercado -, a empresa inova ao trazer o marketing para fora das telas. Os brindes são distribuídos em estabelecimentos, que ganham por essa distribuição. E, além de distribuir os brindes aos estabelecimentos parceiros, a marca possui ferramentas para analisar o mercado e verificar o retorno da estratégia.

A startup distribui bens de consumo, mas de forma diferente da que existe atualmente: não há um expositor em um supermercado, por exemplo, nos oferecendo provas de produtos. Pelo contrário, os brindes não são distribuídos por estabelecimentos onde eles seriam vendidos e sim em outros locais, como bares ou salões de beleza.

Funciona assim: a Samplify busca ou recebe os brindes das marcas e os distribui para academias, bares, restaurantes, lojas de departamento, entre outros. O público-alvo recebe os brindes dos próprios funcionários de cada local, leva para casa ou consome lá mesmo – depende do tipo de segmentação escolhida.

“É difícil convencer uma mulher a comprar um shampoo com um post no Facebook. Ao entregar o shampoo para a mulher em um salão de beleza para ela levar para casa e experimentar, a chance de compra é muito maior. Acreditamos que conseguimos ser um modelo mais eficiente para converter o cliente que o digital”, afirma Ernesto Villela, CEO da Samplify.

Mas o shampoo não será necessariamente distribuído em um salão de beleza – pode ser que o cliente receba em um estabelecimento que não o venderia, mas com um público parecido com o alvo daquela marca. A intenção é atingir o público-alvo, seja qual for o estabelecimento frequentado.

A startup mede o ROI (retorno do investimento) de duas formas: contatando os clientes depois de um tempo da entrega do brinde, realizando uma pesquisa de satisfação, e medindo o volume da compra do produto em mercados e lojas próximas ao centro de distribuição. O cliente que contratou a Samplify recebe relatórios detalhados com cada loja que vende o produto e como está a venda após a ação da startup.

Ao contratar a Samplify, o cliente escolhe entre a segmentação “budget” ou “black”. O budget é a segmentação tradicional, em que a Samplify escolhe os locais específicos de distribuição (quais unidades das lojas, por exemplo), e no modelo “black”, de maior custo, essa decisão passa a ser do contratante. A base de preço para o consumidor experimentar o brinde é de cerca de R$ 1, e o lucro da Samplify corresponde à 15% desse valor.

O CEO da Samplify criou a startup a partir de uma crise em sua empresa anterior de marketing, a Enox. Villela fundou a Enox após a faculdade e investiu R$ 5 mil reais, que transformou em R$ 100 milhões posteriormente. Mas a crise no Brasil veio e alguns problemas surgiram para a empresa, ocasionando em sua dissolução e na criação de um novo modelo de negócios pelo empreendedor.

Com 9 meses de existência, a Samplify já entregou 6 milhões de brindes, mas possui o potencial de entrega de 20 milhões, segundo o CEO. A empresa não teve investidor, apenas um cliente que pagou antecipado e fez caixa para o início da startup.

A empresa deve começar a receber investimentos no fim deste ano ou no começo de 2018. O capital será utilizado na aceleração do crescimento no Brasil e na internacionalização da startup – mais especificamente nos Estados Unidos.

A Samplify é um exemplo de startup que revoluciona o varejo como conhecemos. Para discutir como a tecnologia vem revolucionando este mercado , participe da RetailTech Conference da StartSe, onde apresentaremos as principais startups que fazem parte do ecossistema do Brasil no assunto e que estão revolucionando. Confira!

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão da StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha em patrocinar os eventos da Startse, entre em contato no patrocinio@startse.com.

[php snippet=5]