Spin, startup de patinetes elétricos da Ford, anuncia nova frota e expansão

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

25 de julho de 2019 às 15:56 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Em novembro de 2018, a Ford comprou a Spin, startup de patinetes elétricos, por US$ 100 milhões. Agora, a companhia anunciou a nova frota da empresa e um visual remodelado “para uma nova era de mobilidade”. O aplicativo da Spin foi atualizado, assim como o modelo de patinete elétrico que chegará às ruas a partir de agosto. 

Cerca de 15.000 unidades serão distribuídas em Portland, Los Angeles, Berkeley, Denver, Washington, Kansas, Memphis e Minneapolis, nos EUA. Os novos veículos possuem estrutura mais resistente, sistema de freios com alavancas de bicicleta, pneus maiores e recursos antifurto exclusivos. Os patinetes terão autonomia de 60 km com uma carga completa — cerca de 12 km, ou 25%, a mais do que as concorrentes Bird e Lime

Em junho deste ano, a Spin lançou um programa piloto para testar seu mais recente modelo de scooters em Baltimore, Maryland. “Vimos um aumento significativo na utilização e que nossos clientes estão fazendo mais viagens e percorrendo longas distâncias”, disse Zaizhuang Cheng, um dos fundadores da startup. “Continuaremos a apoiar a criação de scooters mais duráveis ​​e robustas, a fim de atender a demanda do mercado e fornecer aos nossos passageiros um passeio seguro, suave, acessível e confiável”. 

O novo modelo de patinete é fabricado na China pela Segway-Ninebot. O anúncio faz parte de um plano de expansão da startup, que na época de sua aquisição operava em 11 cidades e campos universitários — número que já cresceu para 47. O objetivo da Spin é chegar em 100 cidades até 2020.