Softbank investe US$ 940 milhões em startup de entregas autônomas

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

11 de fevereiro de 2019 às 17:04 - Atualizado há 2 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 22 a 25/Fev - 2021, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

O SoftBank Vision Fund, fundo japonês de capital de risco, investiu US$ 940 milhões na Nuro, uma startup de entregas autônomas. A rodada de investimento completa superou o marco de US$ 1 bilhão e também teve participação do Greylock Partners e Gaorong Capital.

A companhia, criada em 2016, tem a missão de trazer a robótica para a vida cotidiana das pessoas. Seu primeiro produto é um robô autônomo com rodas que é capaz de realizar entregas. Ele se assemelha ao Scout, lançado pela Amazon recentemente. No entanto, a versão da Nuro é capaz de transitar entre os carros, não apenas pelas calçadas.

O investimento será utilizado para expandir seu serviço de delivery, contratar mais pessoas para a equipe e aumentar o número dos robôs autônomos.

Desde o ano passado, a Nuro realizou uma parceria com o supermercado Kroger para iniciar o sistema de entrega autônomo. No início, a startup utilizava o veículo Prius, da Toyota, para entregas. Já em dezembro do mesmo ano, os robôs surgiram. Os veículos autônomos são chamados de “R1” e estão sendo testados em Phoenix, no Arizona.

Aprendizado no Google

Dave Ferguson e Jiajun Zhu, fundadores da Nuro, foram dois dos principais engenheiros no projeto do Google de carros autônomos, o Waymo. “Nós passamos dois anos e meio criando um time incrível, lançando nosso primeiro serviço não-tripulado, trabalhando com parceiros incríveis e criando tecnologias fundamentais para melhorar nossas rotinas”, disse Ferguson no anúncio do investimento.