Sem briga: taxista decide colocar bombons e água em seu carro para atrair clientes

Avatar

Por Júlia Miozzo

13 de agosto de 2015 às 14:17 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

SÃO PAULO – Um dos assuntos mais falados nos últimos meses é a disputa entre os motoristas do Uber e taxistas, que em todo o mundo se sentiram prejudicados pelo serviço prestado pelo aplicativo e seus associados. No Brasil, taxistas já chegaram até a agredir um casal de passageiros do Uber.

Mas nem todos os taxistas têm a mesma abordagem. Marco Antonio Pereira, taxista de Belo Horizonte, decidiu conquistar seus clientes ao invés de revoltar-se com a existência (e sucesso) do Uber: desde que o aplicativo começou a funcionar na cidade, ele deixa disponível em seu táxi barrinhas de ceral, bombons e garrafas d’água à vontade para o cliente, além de revistas e jornais. A sugestão do taxista é apenas de que o funcionamento seja regularizado, para ter melhor fiscalização. E aí, manter a competição. 

Em entrevista ao Olhar Digital, Pereira comentou que quer “trabalhar tranquilo e agradar os clientes” para “mudar a imagem que a população tem” dos taxistas. Ele também comentou que é contra as atitudes violentas de seus colegas de trabalho e acredita que todos tem espaço nas ruas de Belo Horizonte. “Se vestir melhor e ser mais educado” são outras medidas tomadas, além das revistas e doces oferecidos. Pereira afirma não saber se será prejudicado por sua atitude, mas acredita que o sindicato de taxistas reagirá bem.