“Segundo semestre de 2018 será focado na recuperação do varejo”

Avatar

Por Isabela Borrelli

3 de agosto de 2018 às 17:23 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O primeiro semestre no Brasil não foi um momento muito fácil para o mercado de varejo. “No primeiro semestre de 2018, nós tivemos alguns percalços no caminho, como o aumento de frete dos correios e a Copa do Mundo”, afirma César Tejon, CEO da SquidFácil, startup de conciliação e fornecimento de produtos para lojas virtuais, vendedores autônomos ou lojistas de redes sociais.

Apesar desse cenário negativo na primeira metade do ano, o mercado tem grandes chances de melhora, que conta com a ajuda de fortes aliadas: as fintechs. “Hoje as fintechs tem facilitado muito o crédito e isso amplia muito a capacidade de consumo. As pessoas que antes não tinham cartão de crédito ou acesso a empréstimo agora têm acesso por meio dessas soluções”, defende Tejon.

As formas como o varejo está driblando as dificuldades e aproveitando uma maior disponibilidade dos clientes é por meio da tecnologia. Afinal, não é incomum ver grandes redes fechando, um claro sinal da preferência do público atual pelos e-commerces. Mas os e-commerces não são a única aposta do mercado: showrooms e omnichannels são cada vez mais frequentes no mercado.

Para Tejon, a tecnologia se une à grande aposta do varejo, que será a experiência, a partir da qual os clientes poderão testar os produtos e realmente validar sua qualidade antes de efetuar a compra.

“Eu acho que [em 5 anos] vai mudar tanta coisa no mercado! Eu acredito em um varejo muito mais conectado, seguindo o modelo omnichannel e muito mais virtual. Ao mesmo tempo, uma tendência que é cada vez mais frequente são os showrooms, onde as lojas exibem, permitem  que o consumidor faça o teste do produto e compre online lá mesmo para entregar em casa depois”, explica o CEO.

Quer saber mais sobre o futuro do varejo no Brasil e no mundo? Venha para o VarejoTech Conference. César Tejon e diversos experts do setor palestrarão sobre o que podemos esperar para o setor. Não perca!