“Criamos uma fábrica de inovação, com coisas ainda no forno” diz CEO do QuintoAndar

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

22 de fevereiro de 2018 às 14:56 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Gabriel Braga, CEO e co-fundador da startup QuintoAndar, foi um dos palestrantes presentes na primeira edição da ConstruTech Conference, evento sobre as tecnologias mais promissoras para o mercado de construção e imobiliário.

O QuintoAndar é uma startup que descomplica o processo de alugar um imóvel, transformando o processo totalmente em online – até mesmo o contrato de locação é assinado digitalmente. “Alugar um imóvel é chato do começo ao fim, e isso foi o que nos motivou a criar o QuintoAndar. A busca rapidamente sai do online, pois não há muitos filtros e informações, é improdutivo. O processo acaba ficando offline, como era há 100 anos atrás”, comentou Braga.

Gabriel Braga e André Penha são os fundadores da startup. Braga entendeu a necessidade do mercado ao tentar alugar um apartamento, sem sucesso, por não ter um fiador na cidade. Já Penha possuía um imóvel, que permaneceu por meses disponível em uma imobiliária e, quando o empreendedor entrou na dianteira do processo, foi alugado em duas semanas.

No evento, Gabriel Braga sinalizou a mudança em alguns setores no mundo, sinalizando que o imobiliário também participa deste processo. “O sonho do carro próprio diminuiu com os aplicativos de mobilidade. O sonho da casa de praia foi substituído pelo aluguel de temporada por aplicativo, no qual o usuário pode visitar praias diferentes quando quiser, sem se incomodar com manutenções. O sonho da casa própria também será substituído pelo aluguel no aplicativo”.

Para o empreendedor, o aluguel será cada vez mais valorizado pois a vida urbana é cada vez mais móvel e ágil. “Eu não vou morar 40 anos em apenas um lugar. Se eu mudo de escritório, quero mudar de apartamento, pois não quero ficar 1h no trânsito de São Paulo. Se eu comprar apartamento, vender pode desvalorizá-lo – e morar bem não significa ter um lugar seu, mas em um local próximo de suas necessidades”, explicou.

E o aluguel se torna um processo ainda mais fácil descomplicado totalmente online e sem necessidade de um fiador, seguro fiança ou cheque caução. O QuintoAndar acaba com a burocracia ao fechar negócio oferecendo a melhor garantia, analisando o crédito dos inquilinos e trazendo um seguro para os proprietários. “Conseguimos criar uma fábrica de inovação com várias coisas legais ainda no forno”, afirmou Gabriel Braga.

Para garantir que os usuários do aplicativo não caiam em roubadas e visitem os imóveis apenas que se interessam, o QuintoAndar contrata fotógrafos para tirar foto dos imóveis, com a tecnologia de fotos em 360º para mostrar a dimensão e estado real do local. Se há um azulejo faltando na parede, o fotógrafo do QuintoAndar é instruído a registrar o dano já existente no imóvel, para que todas as partes estejam cientes.

“Fazemos tudo isso pelo primeiro aluguel + comissão de 8% do aluguel ao mês. Nas imobiliárias, 12% é o total de comissões, ainda há 13% do seguro-fiança e o processo costuma demorar 30 dias”, comentou o empreendedor.

Por participar do processo de locação do início ao fim, a startup traz dados interessantes para todos os agentes do ecossistema de construção. “Temos a visão sobre o comportamento das pessoas e informações que podem ser úteis de compartilhar. O que as pessoas estão procurando para alugar e qual é o preço? Nós sabemos”, explicou o CEO da QuintoAndar.

Gabriel Braga comentou ainda sobre o mercado de aluguéis, que estima movimentar R$ 200 bilhões por ano em transações. “Não é qualquer setor que movimenta esse dinheiro e a penetração de aluguel ainda é muito baixa considerando que não somos um país rico”.

Ele informou que a média de aluguéis em São Paulo é de 22%, enquanto em Nova York 75% dos imóveis são alugados. “Não é por falta de dinheiro, é que o mundo está mudando” – e a mobilidade está se tornando um ativo cada vez mais importante, seja no mercado imobiliário com soluções como o próprio QuintoAndar e Airbnb ou no transporte urbano como com o Uber e 99.

[php snippet=5]