Quer saber quais lojas não estão envolvidas com trabalho escravo? Esse app te mostra

Avatar

Por Júlia Miozzo

22 de janeiro de 2016 às 12:09 - Atualizado há 5 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

Não são poucas as grandes empresas da indústria têxtil que já foram acusadas pelas exigências trabalhistas que possuem, que chegam a análogas ao trabalho escravo. É o caso da Riachuelo, Zara e até mesmo a Le Lis Blanc. Após a divulgação desses casos, muitas pessoas deixaram de comprar roupas nas marcas que são ditas estar envolvidas nesses casos, mas ainda é difícil ter certeza sobre todas.

É pensando em deixar claro quais são as tais empresas que praticam o trabalho forçado que a ideia do aplicativo Moda Livre surgiu, criado pelo coletivo Repórter Brasil. Disponível para iOS e Android, o app avalia as principais varejistas do mercado, além das que foram reveladas pelo Ministério do Trabalho e Emprego como envolvidas nessas situações.

A proposta é exatamente mostrar o que as grandes marcas fazem para evitar a produção de roupas por mão de obra escrava. Assim, as empresas listadas foram convidadas a responder um questionário com base em indicadores de políticas, monitoramento, transparência e histórico. Com base nas respostas, elas receberam uma pontuação que se encaixa nas categorias verde, amarelo e vermelho. Já são 47 marcas listadas – e, desse número, apenas cinco receberam o sinal de que não têm envolvimento com o trabalho escravo: Scene, Malwee Brasileirinhos, Malwee, C&A e Carinhoso.

Outras empresas que têm histórico desfavorável em relação ao trabalho escravo ou não responderam ao questionário são a Bo,Bô, Centauro, Colcci, Collins, Forum, Gangster Gregory, Havan, John John, Le Lis Blanc, M. Officer e outras.

v

Com as informações disponíveis no app, fica fácil saber onde comprar ou não roupas.