Projeto que lei que proíbe o Uber é aprovado em São Paulo

O projeto, escrito pelo vereador Adilson Amadeu (PTB), ainda depende da sanção do prefeito da cidade, Fernando Haddad (PT), para se tornar lei

Avatar

Por Júlia Miozzo

10 de setembro de 2015 às 09:08 - Atualizado há 4 anos

SÃO PAULO – O projeto de lei 349/2014, que proíbe o uso de aplicativos de carros particulares para transporte – no caso, o Uber – foi aprovado na última quarta-feira (9) na Câmara Municipal de São Paulo, com 43 votos favoráveis, três contrários e cinco abstenções.

O projeto, escrito pelo vereador Adilson Amadeu (PTB), ainda depende da sanção do prefeito da cidade, Fernando Haddad (PT), para se tornar lei.

Ao mesmo tempo em que ocorria a votação, taxistas manifestavam a favor do projeto no centro de São Paulo – e o Uber, por sua vez, oferecia corridas gratuitas das 13h às 16h. Nos estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro, projetos de lei que também proíbem o Uber foram aprovados nas respectivas Câmaras.