Plataforma permite frequentar diversas academias pagando apenas uma mensalidade

Avatar

Por Juliana Américo

29 de julho de 2015 às 13:08 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

SÃO PAULO – A rede de academias Smart Fit fez sucesso entre aqueles que querem manter a forma pagando pouco e tendo a possibilidade de treinar em qualquer unidade da empresa.

Pensando em ajudar as pessoas a encontrarem uma atividade física que lhes deem prazer e estimular a prática de exercícios, a startup Lovelô criou um serviço parecido com o da Smart Fit, mas com a diferença de que o usuário pode frequentar diversas academias.

Garanta sua vaga no Accelerator Day, evento que pode transformar a sua história empreendedora! Confira a programação clicando aqui.

A plataforma permite que a pessoa tenha a dezenas de academias de São Paulo e milhares de aulas, como cross fit, boxe, muay thai, pilates, dança, corrida, yoga, entre outras, pagando uma mensalidade de R$ 98,90 ao mês.

Os participantes podem fazer até três aulas por mês em cada parceiro cadastrado, reservando seu lugar online.

De acordo com Tiago Ferro, cofundador e CEO da empresa, a ideia surgiu de sua necessidade em experimentar diferentes atividades físicas. “Sempre fui muito mais um grande curioso que um esportista. Queria experimentar coisas interessantes sem pagar caro, pois me conheço, sei que a empolgação inicial passa. Como tem muita gente como eu, que se motiva em experimentar, mas sem a necessidade de se comprometer com algo no longo prazo, concluí que o mercado precisava da flexibilidade de um produto como a Lovelô para tirar as pessoas do sofá”, explica.

Por meio da ferramenta, é possível saber em quais atividades seus amigos se inscreveram e participar junto com eles. “O objetivo é que o usuário tenha uma companhia para motivá-lo e que deguste vários treinos até achar o que prefere”, diz Ferro.

A Lovelô foi lançada em agosto de 2014 como modelo “pay-per-use”, apenas com aulas ao ar livre. Em dezembro, implementou a mensalidade em que o usuário paga para ter acesso às atividades registradas no sistema. Para frequentar as aulas cadastradas na Lovelô, o usuário precisa de um convite, que pode ser solicitado ao site ou enviado por um amigo.