Plataforma incentiva a economia colaborativa no mercado de moda

Avatar

Por Juliana Américo

27 de abril de 2015 às 14:10 - Atualizado há 6 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 16 a 19/Nov, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

SÃO PAULO – Os brechós online caíram nas graças dos usuários de Facebook, principalmente em grupos de faculdade. A opção de comprar coisas seminovas por preços bem abaixo dos valores encontrados nas lojas e ainda ter a opção de se livrar das peças que não quer mais atraiu a atenção dos consumidores.

Consumo sustentável e economia colaborativa são as palavras-chave do Repassa, uma comunidade virtual de compra e venda de produtos novos e seminovos. A plataforma mescla as funcionalidades de marketplace, rede social e marketing multinível, com o objetivo de conectar vendedores e compradores interessados em artigos de moda, acessórios e eletrônicos.

Fundada pelos empresários Tadeu Almeida e Willian Arantes, a ideia do site surgiu dos objetivos dos sócios em gerar impacto na sociedade e ajudar ao maior número possível de pessoas. “Todo mundo tem muitas coisas que não usa mais, como roupas, calçados, eletrônicos, móveis, itens de decoração, acessórios, brinquedos. O que não serve para alguém pode ser útil para outras pessoas”, afirma Almeida.

Nesta primeira fase, os participantes precisam ser convidados por membros que já estão cadastrados no Repassa, ou adquirir algum produto à venda no site. Qualquer usuário pode convidar um número ilimitado de amigos e a cada cadastro é criada uma nova comunidade Repassa.

Como a plataforma depende da ajuda dos próprios usuários para crescer, o site recompensa seus usuários em 1% do valor de todas as vendas geradas por sua comunidade, até o 7º nível de convite. Ou seja, se um membro convida cinco amigos, e esses convidam mais cinco cada um, a pessoa contará com mais de 97 mil pessoas repassando 1% do valor por item vendido.

Esse valor pode ser transferido em dinheiro, usado em compras na própria plataforma ou doado para instituições de caridade parceiras.

Por conta deste modelo de negócio, a empresa prevê, para os próximos 12 meses, atingir o volume de 3 milhões de membros, movimentar mais de 300 mil vendas e repassar mais de R$ 2 milhões aos usuários. Para este primeiro ano de atuação, a empresa prevê faturar cerca de R$ 3 milhões.

O site conta com uma curadoria para selecionar produtos de qualidade. Além disso, oferece a garantia de entrega do produto, sob a condição do consumidor receber o dinheiro de volta, caso ocorra algum problema. Os usuários não pagam nada para participar e nem para anunciar seus produtos. A monetização do site vem por meio de uma comissão de 17%, mais uma tarifa fixa de R$1,99 quando o produto é vendido. Todos os valores são transferidos pelo PayPal.