Plataforma colaborativa fornece dicas personalizadas entre viajantes

Usuários fazem perguntas específicas no site, que são respondidas por pessoas que já visitaram os locais de destino

Avatar

Por Paula Zogbi

30 de março de 2016 às 10:22 - Atualizado há 4 anos

Viajar a destinos desconhecidos requere muita pesquisa e, idealmente, uma base em impressões de pessoas que já visitaram o local planejado. Muitas vezes, o uso de guias de viagens e sites de classificações de pontos turísticos não fornece as informações específicas de que o viajante precisa para melhor planejar seus dias de férias.

Seguindo a forte tendência da economia colaborativa, o site Dubbi usa experiências de viajantes para ajudar outras pessoas a planejarem suas próprias viagens, de maneira completamente personalizada.

“A plataforma funciona da seguinte forma: o viajante faz uma pergunta e o algoritmo do Dubbi encontra a melhor pessoa da comunidade para dar sua dica e ajudar o viajante, baseando-se principalmente na semelhança de perfil”, explica Caio Martins, um dos fundadores da startup.

Com um ano de operação, a startup garante que já oferece mais dicas de viagem diariamente do que os Fóruns do Tripadvisor Brasil, que é o site mais famoso no ramo, baseando-se no engajamento da comunidade. “Quando você notifica a pessoa para responder sobre o lugar que amou visitar, então você garante um engajamento muito maior”, revela Caio

Para monetizar, a plataforma aposta em anúncios personalizados: usuários que pesquisam por atrações no Peru recebem ofertas de hotéis em Lima, por exemplo. “Muitas vezes o problema é conectar a pessoa que precisa do serviço e a empresa. Essa é uma das principais funções”, completa David Andrade, co-fundador. Entre os clientes da plataforma estão a Porto Seguro Viagem e agências de intercâmbio.