Startup de inteligência artificial para treinos de ginástica levanta US$ 17 mi

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

19 de julho de 2019 às 16:18 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Um dos grandes benefícios da tecnologia é trazer praticidade para seus usuários. Pensando nisso, a startup Pivot decidiu levar sensores e inteligência artificial para o mundo fitness. A empresa anunciou nesta quinta-feira (18), que recebeu US$ 17 milhões de investimento em uma rodada liderada pela DCM, com a participação da Bling Capital, Founders Fund, Khosla Ventures, Signal Fire e Y-Combinator.

Com sede em São Francisco, a Pivot lançará em outubro deste ano sua plataforma de vídeos com aulas ao vivo de HIIT, cardio, força e outras modalidades. O diferencial está em um equipamento que combina sensores e machine learning (aprendizado de máquina) para rastrear em tempo real os movimentos dos alunos, que podem fazer os treinamentos de qualquer lugar. Dessa forma, os professores recebem alertas quando os exercícios não estão sendo feitos de forma correta e podem comunicar ao aluno enquanto a aula acontece.

“Um vídeo de treino, mesmo que seja transmitido ao vivo, não se compara [a ter alguém te ensinando]. É por isso que o Pivot está construindo tecnologia para preencher a lacuna entre o treinador e você, construindo esse relacionamento central para fornecer as mesmas orientações práticas que você esperaria de uma aula presencial” disse Moawia Eldeeb, fundador da startup, em um comunicado.

Os interessados em se tornar clientes da Pivot poderão comprar, por cerca de US$ 2 mil, um kit com os equipamentos e um monitor de frequência cardíaca. A assinatura dos conteúdos, que serão transmitidos em um aplicativo, custará aproximadamente US$ 39.