Patinetes da Yellow chegam na Zona Norte e Leste de SP

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

13 de junho de 2019 às 17:26 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Os patinetes elétricos da Yellow chegaram à Zona Norte de São Paulo nesta quinta-feira (13). Limão, Casa Verde, Carandiru, Santana e Jardim São Paulo são os bairros que recebem os veículos. A expansão continuará até o final deste mês, quando os bairros da Zona Norte receberão a novidade. A área irá incluir os bairros Tatuapé, Brás, Mooca, Água Rasa, Quarta Parada, entre outros.

Até então, o compartilhamento de patinetes elétricos da Yellow estava disponível apenas em alguns bairros da Zona Sul e Oeste de São Paulo, como Pinheiros, Itaim Bibi, Jardins, entre outros. A chegada na Avenida Paulista, um dos principais cartões postais da cidade, aconteceu em dezembro do ano passado.

A expansão para a Zona Norte terá uma área de 12 km² e cobrirá a Avenida Braz Leme, Shopping Center Norte, Sambódromo do Anhembi, Parque da Juventude, entre outros. Já a expansão para a Zona Norte terá 16km² e incluirá o Parque Piqueri, Clube Recreativo CERET e as estações de metrô Belém, Carrão, Penha e Tatuapé.

Os patinetes elétricos estão distribuídos nas ruas diariamente, das 6h às 22h. Nos horários ociosos, a Grow, holding que controla a Yellow e Grin, os recolhe para realizar o recarregamento das baterias. O preço para utilizar os veículos é de R$ 3 + 0,50 por cada minuto de utilização.

“A Yellow contratou para essas operações somente funcionários que residem nas zonas norte e leste da cidade, uma iniciativa que além de gerar empregos locais tem contribuído e muito para o sucesso do serviço”, afirmou Marcelo Loureiro, CEO da Grow no Brasil, em um comunicado.

Foto: Yellow