Parcerias entre startups e grandes empresas rendem casos de sucesso; conheça um deles

Avatar

Por Lucas Bicudo

11 de abril de 2016 às 15:52 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Os programas de aceleração e o número crescente de startups que vemos hoje em dia garantem à esse mercado uma boa posição na economia brasileira – uma que desperta bastante interesse. De acordo pesquisa da consultoria global Fundacity, os investimentos em startups somaram R$ 170,8 milhões no primeiro semestre de 2015 e a meta da Associação Brasileira de Startups (ABStartups) é que esse mercado passe a ter participação de 5% do PIB em 2035.

A Carambola é uma companhia que atua com desenvolvimento de softwares personalizados para garantir eficiência na resolução de eventuais problemas em uma empresa. Sua história começa em 2013, com Juliana Glasser, uma técnica em eletrônica que decidiu abrir um negócio na área digital para ampliar as perspectivas de crescimento profissional.

A ideia era montar um empreendimento digital para desenvolver sistemas com variadas linguagens de programação que permitem uma customização do produto final. O foco é garantir a otimização do tempo para o cliente. Para dar suporte e agilidade a todas essas operações, a Carambola utiliza o sistema de nuvem.

“Quando falamos em nuvem e ferramentas, podemos nos equiparar a grandes empresas”, diz a  empreendedora. “O nosso diferencial é tornar a linguagem técnica mais acessível para que o cliente possa saber realmente qual é o produto que ele precisa”.

A Microsoft hoje apoia esse projeto. Parcerias como essa, entre startups e grandes empresas têm contribuído para fortalecer o movimento de empreendedorismo no país e, consequentemente, para o desenvolvimento econômico. Com investimento superior a R$ 12 milhões, a Microsoft apoia mais de 5.500 startups, oferecendo doação de softwares, treinamento, mentoria e investimento de até U$ 360 mil na nuvem.

Confira a história em vídeo: