O Canadá é o novo sonho de consumo para as startups

Avatar

Por Da Redação

15 de julho de 2015 às 16:44 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Não é a toa que o Canadá aparece cada vez mais nas notícias brasileiras e vem se tornando o “queridinho” quando o assunto é intercâmbio. Só em 2014 foram pelo menos 30 mil brasileiros em terras canadenses.

Mas se engana quem pensa que o Canadá só atrai estudantes internacionais. Várias empresas ao redor do mundo estão se beneficiando das vantagens que o Canadá apresenta aos que lá escolhem expandir ou situar seus negócios, principalmente startups que recebem vários incentivos do governo.

Sua startup precisa de ajuda? No StartSe são mais de 2 mil investidores e mentores. Cadastre-se agora, é gratuito. Acessewww.startse.com.br.

O país possui uma das menores alíquotas de impostos para se fazer negócios na América do Norte, economia estável e várias classificações que o consideram um dos melhores lugares do mundo para se viver. Vancouver, por exemplo, que já é conhecida como Hollywood North pela sua beleza exuberante que atrai muitos filmes e seriados americanos para sua província, agora também é intitulada Silicon Valley North pelo fato de empresas como Microsoft e Amazon terem lá se estabelecido ao lado de companhias canadenses como o Hootsuite.

Segundo Ray Walia, CEO da LaunchAcademy, uma das aceleradoras de negócios mais bem sucedidas no Canadá, Vancouver está bem posicionada como uma extensão do Vale do Silício por razões bem convincentes, como localização (está somente a 2 horas de São Francisco e no mesmo fuso horário), economia (atratividade do dolár canadense) e acesso a mercados (portal de entrada para a Ásia).

Há 30 dias atrás aconteceu em São Paulo o primeiro meet up de startups brasileiras na Camâra de Comércio Brasil-Canadá, onde várias empresas presentes demonstraram interesse em saber mais sobre os benefícios de expandir seus negócios para o Canadá e acessar, de forma estratégica, o tão sonhado Vale do Silício.

A melhor forma de entender e planejar a expansão para o Canadá é conhecer fisicamente o país e seus recursos. Com este objetivo, está sendo organizada para outubro a primeira missão comercial de startups brasileiras para a costa oeste do Canadá. Regina Noppe, uma das fundadoras do projeto, ressalta que “muitas startups brasileiras estão tão focadas em conseguir investimento direto no Vale do Silício que acabam se esquecendo que existem outras maneiras estratégicas e muito vantajosas para se chegar no mesmo destino ou ir além.”

O embaixador do Brasil em Vancouver, Ernesto Otto Rubarth, também incentiva o projeto: “o Brazilian Silicon Valley North é uma promissora iniciativa que incentivará as relações entre o Brasil e o oeste canadense na área de tecnologia e inovação. Trata-se de uma área que vem conhecendo vertiginoso crescimento nos últimos anos. Vancouver é um centro de produção de tecnologia reconhecido em todo o mundo e sedia várias incubadoras, aceleradoras e espaços de co-working. Da mesma forma, o Brasil também é berço de startups inovadoras, o que faz a missão Silicon North Valley funcionar como uma ponte entre esses dois mundos, gerando excelentes oportunidades de negócios.”

Regina Noppe

Regina é brasileira-canadense, que possui vasta vivência em ambos os mercados. Com seu background em comércio internacional e tecnologia, não mede esforços para fomentar a relação entre Brasil e Canadá.