Startup O Amor é Simples transformou vestidos de noivas em negócio de R$ 1 milhão

João Ortega

Por João Ortega

12 de novembro de 2019 às 14:47 - Atualizado há 9 meses

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

O Amor é Simples (OAES) é uma DNVB (Digital Native Vertical Brand) de vestidos de noiva com foco em casamentos não tradicionais. A startup nasceu com o objetivo de transformar a indústria de casamentos no Brasil, um mercado tradicional conhecido pelos seus preços abusivos. Para isso, a O Amor é Simples desenvolve vestidos de noivas com um design simples e moderno, leves, confortáveis de usar, com qualidade de atelier e preços revolucionários.

A ideia nasceu após Laís Ribeiro, sócia-fundadora da OAES, casar-se em 2012 e ter dificuldades para encontrar seu vestido. Um ano depois, discutiu o tema com Natália Pegoraro, cofundadora da OAES, que estava com o mesmo problema. Ela acabara de ser pedida em casamento e as duas se deram conta que a indústria não estava preparada para entender o que elas queriam e que esta poderia ser a situação de outras noivas.

“Um vestido de noiva que demora 2 anos e que custa mais de 10 mil reais? Sim, porque tudo nessa indústria era supervalorizado e pensado para um casamento tradicional. Eu estava indo morar fora, queria fazer uma festa de despedida-casamento bem informal e econômica e não encontrei um vestido adequado para o meu tipo de cerimônia”, conta Laís Ribeiro.

Mercado de casamentos

Ao buscarem sustentação para a ideia, as empreendedoras se depararam com um segmento em franca ascensão. O mercado de casamentos movimenta cerca de R$18 bilhões por ano no país, sendo pelo menos R$1,2 bilhões em vestidos de noiva. Hoje, são mais de 1 milhão de casamentos a cada ano no Brasil, segundo o IBGE.

Laís e Natália chamaram então mais duas amigas para compor o time de sócias a fim de criar uma marca diferente de tudo que o mercado tradicional de casamentos oferecia. Lançaram O Amor é Simples em agosto de 2014, com uma coleção de vestidos modernos e acessíveis.

Depois de três anos trabalhando exclusivamente com e-commerce, vendendo para noivas de todo Brasil, O Amor É Simples lançou em março de 2018 o primeiro ponto físico: um showroom no bairro Rio Branco, em Porto Alegre. O sucesso de público fez as sócias notarem que poderiam também fazer lojas temporárias com seus mostruários em outras capitais. Foi assim que em 2018 elas viajaram o Brasil e, com essa estratégia omnichannel, cresceram 300% em um ano e chegaram a R$ 1 milhão em vendas.

A startup já participou do Shark Tank Brasil (2016), finalista do Case 2017, finalista do Get in the Ring 2017, duas vezes finalista do Amcham Arena e também já foi selecionada pelo SEBRAE para participar do projeto ScaleUP. Foi investida pela Ventiur e por Renato Mendes, ex Head de Marketing da NetShoes e autor do best seller “Mude ou Morra”, e Camila Costa, CEO da iD/TDWA e primeiras brasileiras a participar do “Executive Program” da Singularity University.

Empreendedorismo feminino

Nos últimos anos, tem crescido o número de mulheres que começaram a empreender, tanto no Brasil como em outros países. Embora ainda falte muito a ser conquistado, as mulheres estão cada vez mais ganhando espaço no mercado mostrando seu potencial em diversas áreas. No cenário das startups, segundo mapeamento da Associação Brasileira de Startups (ABStartups) e de dados do The Boston Consulting Group (BCG), empresas fundadas por mulheres faturam mais, apesar a desigualdade do mercado. No Brasil, apenas 12,73% das startups são comandadas por mulheres.

“Nós da CapTable acreditamos em um futuro com mais mulheres à frente de negócios e com mais mulheres investidoras também. Por isso, nesta rodada, temos O Amor é Simples, uma startup 100% gerenciada por mulheres e que traz soluções para a vida de mulheres”, afirma Guilherme Enck, sócio fundador da CapTable.

O Amor é Simples busca fazer ainda mais lojas temporárias no Brasil, investir em estoque, tecnologia e marketing digital, para ganhar marketshare e chegar em 16 milhões em vendas em 2025. Para isso, a startup está com uma nova rodada de investimento aberta, através da CapTable com possibilidade de investimentos em cotas a partir de R$ 1.000,00.

Para quem quiser saber mais sobre o negócio ou sobre como investir na startup, nesta quarta-feira (13), a partir das 19h, acontece um Webinar com as empreendedoras da O Amor é Simples e a CapTable. Para assistir, basta se inscrever através deste link.