Nunca houve momento tão bom para fintechs no Brasil, diz ABFintechs

Avatar

Por Sílvio Crespo

31 de Maio de 2017 às 12:44 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

O Brasil vive um “boom” de startups e, especificamente no segmento de fintechs, “nunca houve um momento tão bom”, na opinião do empreendedor Bernardo Pascowitch, diretor da ABFintechs (Associação Brasileira de Fintechs) e fundador do buscador de investimentos Yubb.

A entidade foi criada para que empreendedores de fintechs pudessem enfrentar, em conjunto, os desafios que são comuns às empresas desse segmento. Hoje ela atua em três pilares: regulação, geração de negócios para fintechs e impacto social do setor.

Nesta entrevista ao StartSe e ao portal Let’s Talk Payments, Bernardo explicou os desafios de regulação das inovações em finanças e falou sobre as perspectivas para o mercado de fintechs no país.

Bernardo Pascowitch, diretor da ABFintechs e fundador da YubbRecentemente, o Nubank quase teve que fechar por conta de uma mudança regulatória. A regulação é uma ameaça às fintechs?

Bernardo Pascowitch: O Banco Central, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e outros órgãos estão cada vez mais atentos às fintechs e às inovações trazidas. Recentemente a gente participou de discussões sobre equity crowdfunding na CVM.

Startups de equity crowdfunding têm conversado com bancos, financeiras e corretoras. Elas têm ouvido de todos que não vão fazer negócios com elas enquanto não houver uma instrução da CVM a respeito. Então a regulação é crucial nesse segmento.

Muita gente acha que a regulação atrapalha. Na verdade, ela potencializa, porque abre mercado. Claro que ela tem que ser feita com muito cuidado. Porque sendo mal feita, pode frear a inovação.

Qual recado ou alerta você daria para investidores internacionais que pensam em investir em fintechs no Brasil?

BP: Não vejo pontos sensíveis para investidores estrangeiros em relação ao segmento de fintechs. O ponto principal é a regulação.

É necessário entender se a atividade da fintech em que ele vai investir é regulada e qual é o movimento dos reguladores em relação a esse segmento. É preciso verificar se existe uma eminência de uma alteração regulatória, seja negativa ou positiva, para questionar ou propor melhorias.

Isso é importante especialmente porque o Brasil tem uma regulação financeira maior do que a dos Estados Unidos e de outros países. O estrangeiro não pode vir com a cabeça da regulação do seu país.

Quais são as perspectivas para o mercado de fintechs no Brasil?

BP: Muito boas. Nunca houve um momento tão bom para fintechs no Brasil. Estamos vendo um boom de startups, e o setor que mais cresce é o de fintechs. Vemos sempre novas iniciativas de empresas querendo se aproximar de fintechs, para entender as novas tecnologias usadas. Estamos em um momento crucial.

Saiba como fazer parte desse ecossistema

Para fazer parte do ecossistema global de fintechs, você pode cadastrar sua startup na MEDICI e na Startse Base.

A MEDICI é uma base de dados que conta hoje com mais de 7.000 fintechs de todo o mundo. Ela pertence à Let’s Talk Payments (LTP), empresa global de conteúdo e pesquisas sobre o setor.

A StartSe Base é a maior base de dados de startups do Brasil, com mais de 5.000 empresas cadastradas.

Registrando a sua fintech nas duas, ela vai ganhar visibilidade junto aos principais investidores nacionais e estrangeiros.

Sobre a Let’s Talk Payments

A Let’s Talk Payments (LTP) é a principal plataforma de conteúdo e pesquisas sobre fintechs no mundo. Mais de 400 instituições financeiras e 90 programas de inovação recorrem à LTP para obter informações sobre as empresas que estão disruptindo o setor financeiro.

Esta entrevista foi realizada por Sílvio Crespo, colaborador regular da LTP, focado no mercado de fintechs do Brasil. Ele é CEO da SGC Conteúdo e autor do blog Dinheiro pra Viver.

Para acompanhar o conteúdo produzido pela LTP no Brasil e no mundo, cadastre-se na newsletter.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]