Nubank capta R$ 500 milhões por meio de FIDC

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

8 de março de 2019 às 16:56 - Atualizado há 2 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

O Nubank captou R$ 500 milhões por meio de um Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios (FIDC). O objetivo é financiar o portfólio de recebíveis do cartão de crédito, garantindo o crescimento da empresa.

A operação foi coordenada pelo Banco Votorantim e pela XP Investimentos e, segundo Gabriel Silva, CFO do Nubank, a demanda por parte dos investidores foi maior que o esperado — quase duas vezes e meia o valor ofertado.

“Mais uma vez, tivemos uma grande demonstração de confiança do mercado. Na nossa primeira captação por FIDC, tínhamos 3 milhões de clientes. Hoje, já são mais de 6 milhões. A diversificação das nossas fontes de financiamentos é muito importante para continuarmos com nosso crescimento de forma sustentável e em ritmo acelerado”, afirmou Gabriel Silva, CFO do Nubank, em um comunicado.

Essa não é a primeira vez que a empresa capta um valor acessando o mercado financeiro. No final de 2017, o Nubank arrecadou R$ 250 milhões com o mesmo objetivo. As cotas foram distribuídas junto à XP Investimentos em uma oferta destinada exclusivamente para investidores profissionais.

Nubank não é a única

Em outubro de 2018, também com a venda de títulos de dívida, a Netflix levantou US$ 2 bilhõesO valor seria usado para investir em produção, desenvolvimento e aquisição de conteúdo e outras transações estratégias. Essa foi a terceira vez que a empresa captou dinheiro dessa forma. Em abril do mesmo ano, a Netflix anunciou que planejava levantar US$ 1,5 bilhão com a venda de títulos de dívida. Já em outubro de 2017, recebeu US$ 1,6 bilhão.